24°
Máx
17°
Min

UE discute medidas para responder a "massacre" na cidade síria de Alepo

Os governos da União Europeia avaliam atitudes que poderiam ser tomadas em resposta ao "massacre" em Alepo, afirmou nesta quinta-feira a chefe da política externa do bloco, Federica Mogherini. Há "medidas que poderiam possivelmente ser tomadas pela União Europeia e pela comunidade internacional" por causa dos ataques, disse ela durante entrevista coletiva em Bruxelas. "Há discussões em andamento."

Mogherini não detalhou que medidas estão em discussão nem se elas incluiriam novas sanções contra a Rússia ou o regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, envolvidos nos ataques com bombas que mataram centenas nos últimos dias na cidade síria.

Uma graduada autoridade diplomática da UE disse que, por ora, o foco é na ação no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas para interromper os confrontos em Alepo. Caso isso fracasse, a opção seria "colocar pressão" sobre os responsáveis.

A UE já impôs sanções contra muitos nomes do regime do líder sírio, inclusive o presidente. O bloco lançou sanções separadas contra a Rússia por suas ações na Ucrânia.

O Departamento de Estado dos EUA afirmou que os EUA se preparam para suspender a cooperação com a Rússia em relação à Síria, a menos que Moscou adote medidas imediatamente para acabar com os ataques a Alepo. Fonte: Dow Jones Newswires.