24°
Máx
17°
Min

Um segundo suspeito por ataque a metrô em Bruxelas pode estar foragido

(Foto: Estadão Conteúdo) - Um segundo suspeito por ataque a metrô em Bruxelas pode estar foragido
(Foto: Estadão Conteúdo)

Um segundo suspeito de participar do ataque ocorrido na terça-feira em uma estação de metrô de Bruxelas pode estar foragido, segundo a imprensa belga e a francesa. A revelação é divulgada em meio a crescentes sinais de que uma célula do Estado Islâmico está por trás dos ataques desta semana em Bruxelas e também dos ataques de novembro em Paris.

O Estado Islâmico já reivindicou a responsabilidade pelos ataques nas duas cidades. Promotores belgas disseram que pelo menos quatro pessoas estavam envolvidas nos ataques contra o aeroporto de Bruxelas e uma estação de metrô, entre elas os irmãos Ibrahim e Khalid El Bakraoui, identificados como suicidas. Os agentes de segurança europeus identificaram outro suicida como Najim Laachraoui, suspeito de ser o fabricante de bombas usadas nos ataques em Paris.

Promotores disseram que outro suspeito de participar do ataque ao aeroporto está foragido. Trata-se de um homem que aparece de chapéu nos registros das câmeras de vigilância. Além disso, a emissora estatal belga RTBF, o jornal francês Le Monde e a emissora francesa BFM afirmaram nesta quinta-feira que um quinto suspeito pode estar foragido, um homem filmado por câmeras de vigilância no metrô de Bruxelas, com uma grande sacola ao lado de Khalid El Bakraoui. A RTBF disse que não estava claro se o homem teria morrido no ataque.

Os promotores ainda não disseram quantas pessoas exatamente participaram das ações, que levaram à decretação de três dias de luto na Bélgica. O aeroporto alvo do ataque deve permanecer fechado pelo menos até sábado.

Ainda nesta quinta-feira, ministros da Justiça e de Interior da União Europeia realizam uma reunião de emergência, motivada pelos ataques em Bruxelas. Foram confirmadas 20 mortes dentro da estação de metrô de Maelbeek e 11 no aeroporto. Fonte: Associated Press.