24°
Máx
17°
Min

União Europeia se move para garantir isenção de visto para cidadãos turcos

A Comissão executiva da União Europeia (UE) recomendou que cidadãos turcos tenham permissão para viajar para a Europa sem vistos no período de férias e viagens de negócios, um grande passo para o cumprimento de uma parte fundamental de um acordo realizado com a Turquia para lidar com a crise imigratória.

A Comissão disse nesta quarta-feira que a Turquia atendeu a maioria dos 72 critérios necessários para uma isenção de visto e convidou os Estados membros da UE e seus legisladores a endossarem o movimento até 30 de junho.

O vice-presidente da Comissão, Frans Timmermans, disse que "ainda há trabalho a ser feito como uma questão de urgência, mas se a Turquia sustentar o progresso feito, eles podem satisfazer os critérios de referência restantes".

A Turquia tem que cumprir os últimos cinco critérios antes da isenção de visto ser aprovada.

A medida faz parte de um pacote de incentivos oferecidos para a Turquia - incluindo 6 bilhões de euros (US$ 6,8 bilhões) em ajuda aos refugiados sírios e as negociações de adesão - persuadir Ancara para barrar os imigrantes que chegam no país com destino a outros países da Europa e

levá-los de volta à Grécia.

O acordo tem levantado questões legais e morais, uma vez que nações da UE não chegaram a um acordo entre si sobre como lidar com a situação de emergência de refugiados e preferiu terceirizar para a Turquia, onde quase 3 milhões de refugiados estão hospedados, a maioria refugiados da guerra na Síria.

A liberalização dos vistos, que deve ser aprovada até 30 de Junho, seria um sinal importante passo que os europeus dariam em relação às promessas feitas. O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, alertou que todo o acordo entrará em colapso se a UE renegar qualquer garantia. Fonte: Associated Press.