22°
Máx
16°
Min

VW promete redefinir imagem da marca nos EUA após escândalo de emissões

O presidente do Conselho de Administração da Marca de Veículos de Passageiros da Volkswagen, Herbert Diess, disse a concessionárias norte-americanas neste sábado que a empresa pretende "redefinir" a marca Volkswagen nos Estados Unidos e, eventualmente, aumentar o volume de vendas para níveis recordes.

Em entrevista concedida depois de uma reunião de 90 minutos com os concessionários da marca no país, o executivo afirmou que a VW planeja aumentar a produção para abastecer os EUA no curto prazo e adicionar novos SUVs a sua linha de produtos no futuro. A empresa está trabalhando para desenvolver uma nova caminhonete para competir com a Subaru. A nova caminhonete, apelidada de Alltrack, deve ser lançada ainda este ano.

A Volkswagen e os seus concessionários têm tido desempenho pior nos EUA, na esteira do escândalo de emissões de gases revelado em setembro. A Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos EUA revelou que a empresa alemã tinha fraudado em testes de diesel de emissões de gás de veículos a diesel por vários anos, levando a uma mudança na gestão da empresa, que pode enfrentar multas e custos associados a recalls e outras questões. As vendas da marca estão 12,5% abaixo no primeiro trimestre de 2016 em relação aos três primeiros meses de 2015. Uma quantidade significativa de veículos da empresa não pode ser vendida devido a problemas em emissões.

Diess disse que não tinha nada de substancial para compartilhar com os concessionários sobre a forma como a empresa vai resolver os problemas relacionados ao desempenho das emissões nos EUA ou sobre planos para compensar os concessionários. A Volkswagen está em discussões com autoridades norte-americanas e outros reguladores ao redor do mundo sobre a questão das emissões.

Alguns concessionários têm discutido a possibilidade de processar a Volkswagen por causa da resposta ao escândalo de emissões. Após a reunião com o presidente da VW, vários concessionários disseram que a visão de muitos deles é de tentar trabalhar com a montadora sem ações judiciais. "Nós preferiríamos tomar o rumo de trabalhar em conjunto de forma colaborativa", disse Jason Kuhn, de uma concessionária da VW no Estado norte-americano da Flórida. Fonte: Dow Jones Newswires.