22°
Máx
14°
Min

A cada minuto dois motoristas são flagrados acima da velocidade

(Foto: Divulgação Detran PR) - A cada minuto dois motoristas são flagrados acima da velocidade
(Foto: Divulgação Detran PR)

O excesso de velocidade é a infração mais cometida pelos paranaenses. Segundo o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), somente nos primeiros oito meses do ano foram quase 651 mil multas emitidas por este motivo. O número é equivalente a 2,7 mil infrações por dia - duas a cada minuto. 

“As pessoas imaginam que o perigo é transitar em velocidade muito alta e, dentro das cidades, dirigir pouco acima do permitido para a via não vai causar acidentes graves. Elas ignoram que velocidade segura está diretamente relacionada com a capacidade que o veículo terá para frear, caso ocorra alguma situação adversa” explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. 

“Estudos da Organização Mundial da Saúde mostram que, quando se ultrapassa em apenas 1% o limite de velocidade em uma via, os riscos médios sobem 3% e o perigo de morte cresce até 5%. Por isso, os limites de velocidade são estabelecidos de acordo com as condições da rua, se existem escolas próximas, grande circulação de pedestres, ciclovias, entre outros”, diz. 

Tipos de velocidade

Das três infrações que envolvem a ultrapassagem da velocidade, descritas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a situação mais frequente no Paraná é transitar acima da máxima permitida em até 20%. Foram 548.416 multas entre janeiro e agosto. Em seguida, aparece transitar entre 20% até 50% acima do permitido, com 93.264 registros. 

Dirigir acima de 50% da velocidade máxima indicada somou 9.272 notificações. Apesar de ser menos comum, é a mais perigosa, considerada infração gravíssima e punida com sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa de R$ 574,62. Resulta ainda na suspensão imediata do direito de dirigir e apreensão da CNH. 

O gerente de operações Rafael de Andrade Toledo, de 35 anos, admite que acelera mais nas ruas que julga mais seguras, ou retas. “Eu achava que nestes casos não tinha tanto problema. O que me motiva mesmo é a adrenalina e a vontade de testar o motor do carro. Só que depois de várias multas eu acabei com a carteira cassada por dois anos e hoje sei que poderia ter causado um acidente”, afirma.

Já Daniele Jesus Domingues Bottega da Silva, de 28 anos conta que sempre que percebe que vai perder o horário para compromissos acaba ultrapassando o limite de velocidade. “Diariamente eu uso o carro para levar a minha filha na escola e visitar minha família que mora longe. Quando eu percebo que estou atrasada, me pego passando do limite de velocidade na via”. 

Campanha

Durante a Semana Nacional de Trânsito, que acontece entre os dias 18 e 25, o Detran apresenta a campanha “Perigosa Mente no Trânsito” que mescla o humor e crítica para alertar sobre comportamentos egoístas e imprudentes no trânsito, como a pressa, celular ao volante álcool e direção, além de alertas aos motociclistas e pedestres.