21°
Máx
17°
Min

Acidente com caminhão da Saúde provoca falta de vacinas em Londrina

(foto: Felipe Xavier/WhatsApp) - Acidente com caminhão da Saúde provoca falta de vacinas em Londrina
(foto: Felipe Xavier/WhatsApp)

O acidente com um caminhão da secretaria de Saúde registrado no dia 15 de março na PRC-272, entre Borrazópolis e Cruzmaltina, no norte do Paraná, prejudicou a distribuição de vacinas em Londrina. 

A carga do caminhão fazia parte da remessa bimestral que abastecia a 17ª Regional de Saúde e foi bloqueada.

Segundo a coordenadora de imunização do Município, Sônia Fernandes, o Centro de Medicamentos Básicos do Paraná (Cemepar) já fez pedido emergencial ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) e a previsão é de que a reposição dos imunobiológicos em Londrina aconteça no dia 30 de março.

Até este prazo, devido ao estoque no Município não ter sido reposto em razão do acidente e o estoque de vacinas ser pequeno nas UBSs, pois na maioria das unidades a reposição é feita quinzenalmente, haverá falta das vacinas Pentavalente (que imuniza contra as doenças difteria, tétano, coqueluche, hepatite b e Haemophilus influenzae tipo b) e Dupla adulto (contra tétano e difteria). Também é possível haver falta da vacina contra Hepatite B. “Temos um estoque bastante pequeno desta vacina, que estamos reservando para a reposição das maternidades”, explicou.

Além das vacinas mencionadas, a Secretaria Municipal de Saúde lembra que o Município também está com o estoque zerado da Tríplice Bacteriana (DTP), que imuniza contra difteria, tétano e coqueluche; Tetraviral, contra caxumba, sarampo, rubéola e varicela, e Hepatite A, uma vez que o Ministério da Saúde, em função do desabastecimento mundial, tem encontrado dificuldades para manter regularmente o fornecimento de vacinas.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)