22°
Máx
14°
Min

Acidente em Londrina: piloto relatou pane; avião passou por reforma há dois meses

(foto: WhatsApp/Divulgação) - Piloto relatou pane; avião passou por reforma há dois meses
(foto: WhatsApp/Divulgação)

O avião de pequeno porte que explodiu depois de cair sobre o barracão de uma transportadora na divisa entre Londrina e Cambé na noite de domingo (31) havia passado por uma reforma há dois meses.

O modelo Navajo prefixo PT-EFQ caiu por volta das 21h e tinha como destino o aeroporto Governador José Richa, em Londrina, depois de decolar no aeroporto Marechal Cândido Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá (MT). A reforma feita na aeronave foi completa, incluindo a parte de motores e painel. Segundo pessoas ligadas ao proprietário, este seria apenas o segundo voo depois da reforma. 

O acidente está sob investigação da delegada de plantão Livia Pini. Ela confirmou que o piloto Antônio Viçoti se reportou à torre de comando relatando uma pane e que seria obrigado a fazer um pouso forçado. Pouco depois, a aeronave se chocou com um barracão da empresa de transportes Excellence.

"Vamos depender muito das informações da perícia, principalmente da Infraero, para determinar as causas do acidente", afirmou.

Oito pessoas morreram. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Londrina.

(colaborou Odair José/Rede Massa)