26°
Máx
19°
Min

Ações para o 2º semestre são definidas em reunião do Comtur

Participaram do encontro, membros de 15 entidades que integram o conselho (Foto: AMN) - Ações semestrais são definidas em reunião do Comtur
Participaram do encontro, membros de 15 entidades que integram o conselho (Foto: AMN)

O Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) realizou uma reunião ordinária, na última sexta-feira, 29 de julho, presidida pelo empresário Felipe Gonzalez e que teve a participação do novo secretário municipal de Turismo, Lourenço Kurten, que fez uma apresentação das atividades da pasta, programadas até o final do ano. 

Participaram do encontro, membros de 15 entidades que integram o conselho, e, além da apresentação do novo secretário, a pauta tratou dos seguintes assuntos: Marco das Três Fronteiras; Lei de Licença para Eventos; Companhia de Atendimento ao Turista da Polícia Militar; Política Municipal de Incentivo ao Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu; Bairro Árabe; temas de transporte e trânsito; “Cama e Café” – necessidade de regulamentar a atividade; “Food Truck” – alteração da lei municipal e regulamentação; obras dos CATs – Centros de Atendimento ao Turista; reestruturação da Secretaria Municipal de Turismo (SMTU) e assuntos gerais.

Lourenço Kurten explanou a respeito da atual situação dos CATs, que estão em construção na Avenida das Cataratas e na Praça Getúlio Vargas. Lembrou que a participação do município nesse processo foi ceder as áreas, mas que os recursos são do Ministério do Turismo e a obra é administrada pelo governo do Estado do Paraná, através da Paraná Turismo e Secretaria de Esporte e Turismo. 

“Há um problema em relação à questão orçamentária, que estava prevista, mas foi preciso fazer uma alteração. Isso deve ser resolvido nos próximos dias e as obras reiniciadas e, esperamos que até o final de ano possam ser inauguradas”. 

O secretário enfatizou que, “segundo o governo do Estado, não é problema de recurso; o recurso está garantido e depositado em conta; é só questão burocrática, documental da obra”.

Sobre a Companhia de Turismo, o secretário informou que um espaço foi cedido pela Secretaria Municipal de Trabalho, Desenvolvimento Socioeconômico, Indústria e Comércio, a ser utilizado pela corporação. 

A princípio, serão 16 policiais militares, 6 viaturas, sendo 3 veículos e 3 motos, que farão patrulhamento na área turística de Foz do Iguaçu. A previsão da PM é que com a formação de novos policiais, nos próximos 2 anos, seja possível atingir o número total de policiais que será de 89, previstos para atuar só com o turismo da cidade”, disse. 

Lourenço Kurten ressaltou que “a efetivação dessa Companhia é um sonho; estou no serviço público há 26 anos e quando eu entrei, já era um sonho da cidade colocar o policiamento de turismo. A Guarda Municipal faz um trabalho similar, mas não conta perante o governo federal, referente ao Índice de Competitividade do Turismo. Então, agora, embora atrasados, estamos recebendo aquilo que o Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, por exemplo, já têm e que nós estávamos precisando”.

O secretário falou ainda sobre algumas ações que estão programadas até o final do ano. “Estamos com algumas ações para finalizar esta semana, como a lei de eventos, que é de cessão de alvarás para eventos em Foz do Iguaçu, que também é um desejo antigo do trade local, pois havia muita confusão com a lei de feiras comuns, e conseguimos desmembrar isso, e acreditamos que até semana que vem possamos concluir essa tarefa. Também estamos acompanhando as obras do Marco das Três Fronteiras, que é um atrativo espetacular, que durante muito tempo foi abandonado, e cabe à secretaria acompanhar toda a obra. E para finalizar, um dos trabalhos que queremos deixar nesses 5 meses de gestão é a reestruturação da SMTU. Vamos mudar, recuperar um pouco daquilo que foi no passado a secretaria; estamos estudando fomentar umas áreas que perdemos nos últimos anos e deixar um trabalho mais organizado para o próximo gestor da pasta”, concluiu.

Felipe Gonzalez falou sobre a escolha de Lourenço Kurten para a Secretaria de Turismo: “o Lourenço é um técnico, um profissional que já vem acompanhando as diversas áreas de atividades do turismo de Foz do Iguaçu; notadamente, participou e acompanhou a Gestão Integrada do Turismo, desde 2007; portanto, é um secretário que está bem a altura das necessidades atuais, inclusive tendo em vista os trabalhos em conjunto que virão a ser desenvolvidos.”

A respeito da gestão que se inicia à frente do COMTUR, Gonzalez citou alguns pontos, entre os quais: a reestruturação da Secretaria de Turismo nos moldes que vinha funcionando anteriormente, sendo criado um grupo técnico para tratar do tema; a Lei de Eventos; o trabalho com o Parque Nacional do Iguaçu para a questão do Plano de Manejo; proposição de um programa de ações de marketing e promoção para 2017 e com isso, elevar o orçamento do ano que vem e a manutenção da Gestão Integrada. 

“Queremos fortalecer as instituições, unir ainda mais o trade, o setor público com o setor privado, fazer um trabalho conjunto e crescer nesse sentido”, finalizou Felipe Gonzalez.

Colaboração: AMN