26°
Máx
19°
Min

Acumuladores de animais são alvo de fiscalização em Londrina

(Foto: Pixabay) - Acumuladores de animais são alvo de fiscalização em Londrina
(Foto: Pixabay)

O programa de castração de animais da prefeitura de Londrina entra na segunda fase com o foco voltado para acumuladores de cães e gatos. A partir desta sexta-feira (19), fiscais em Vigilância em Saúde Ambiental farão visitas para averiguar denúncias encaminhadas ao órgão.

“Temos que conferir como é o ambiente onde esses animais ficam, se eles são bem cuidados ou sofrem maus tratos, e como é o perfil dessa pessoa. Normalmente o acumulador, os próprios animais, o ambiente e os vizinhos sofrem com o problema, mas ele não admite”, explica a coordenadora de Saúde Ambiental Sandra Oka, que reforça a importância de distinguir os acumuladores dos protetores de animais.

 “Os protetores e cuidadores também recolhem muitos animais, mas fornecem o que eles precisam, como alimentação, abrigo, tratamento veterinário, e permitem doação. Já o acumulador não percebe as péssimas condições que ele e os animais estão sujeitos, até mesmo como maus tratos”.

Pessoas que se enquadram na segunda fase do programa podem ir até a Diretoria de Vigilância Sanitária (Rua Attílio Octávio Bisatto, 480), levando documento pessoal de identificação e comprovante de residência para realizar o cadastro. O próximo passo é agendar os procedimentos de castração na clínica veterinária Clinicão, contratada pela prefeitura por meio de licitação.

Os procedimentos incluem castração, vermifugação, vacinação e implantação de microchip.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)