24°
Máx
17°
Min

Acusado de envolvimento em latrocínios se apresenta à Polícia Civil em Maringá

Eder Scorpioni estava acompanhado de um advogado (Foto: Índio Maringá/Rede Massa) - Acusado de envolvimento em latrocínios se apresenta à Polícia Civil
Eder Scorpioni estava acompanhado de um advogado (Foto: Índio Maringá/Rede Massa)

Apresentou-se à Polícia Civil, na tarde desta sexta-feira (19), o rapaz acusado de participação nos dois latrocínios ocorridos em Maringá no dia 8 deste mês de agosto. Eder Scorpioni, 20 anos, compareceu à 9ª Subdivisão acompanhado de um advogado.

Ele estaria dentro do GM Monza usado nos crimes, que culminaram na morte de um homem e uma transexual. O primeiro latrocínio aconteceu na Avenida Brasil, onde Jeferson Jonatan Pires, 32 anos, desferiu várias facadas contra o tratorista Roberto Aparecido de Souza, 40 anos.

Com o celular e a carteira da vítima, os criminosos seguiram para a Avenida Colombo, local em que Pires esfaqueou a segunda pessoa, a transexual Joyce, nome social de Cleidson João Santos, 24.

Pires foi preso após passar dias escondido em uma mata, com medo de ser linchado dada a repercussão dos crimes. Ele confessou, declarou que estava bêbado e pediu perdão.

Com a apresentação de Eder Scorpioni, a Polícia Civil ainda tenta encontrar Edneu Sampaio da Silva, 27, que estaria na direção do Monza.