22°
Máx
14°
Min

Acusado de homicídio é absolvido, mas continua preso suspeito de outro assassinato

(Foto: Rede Massa) - Acusado de homicídio é absolvido, mas continua preso suspeito de outro assassinato
(Foto: Rede Massa)

Um homem acusado de homicídio foi absolvido em julgamento realizado na segunda-feira (25), em Umuarama (a 87 quilômetros de Cianorte). Apesar disso, Marcio Alves permanece preso, apontado como autor de outro assassinato.

O crime pelo qual ele foi absolvido aconteceu em maio de 2007, no bairro Mutirão, em Umuarama. O Ministério Público sustentava que Alves e Jhony Wdson da Costa Neves teriam utilizado armas de fogo para atirar contra Edson da Cruz Martins, que não resistiu. De acordo com o promotor Carlos Moreno, Neves foi julgado e condenado a 18 anos de prisão.

“Foi condenado. Depois a defesa recorreu ao tribunal, anulou por motivo ou outro, achou que estaria errado alguma coisa. Foi feito um novo julgamento, foi condenado de novo. Salve engano pegou cerca de 10 a 15 anos e agora está cumprindo pena”, contou. Já no julgamento de Marcio Alves, a bancada decidiu por inocentar pela falta de provas. O réu negou ter executado a vítima.

“Quanto a autoria, eles entenderam que não existiam provas de que esse rapaz, o Marcio, seria o autor dessa morte. Então além do crime, tem que ter o autor. Nós, o Ministério Público, sustentávamos que o autor é ele. A polícia acreditou desde o inicio que é ele, mas o júri, na tese da defesa de que, na dúvida, deve ser absolvido, foi o que prevaleceu”, colocou o promotor.

Ele também lembrou que Alves já esteve preso por outros crimes, como sequestro e roubo. Em relação ao homicídio que manteve o homem detido, o caso ainda está em tramitação na Justiça.

Colaboração Alex Miranda da Rede Massa