22°
Máx
14°
Min

Acusados de matar procurador tem júri transferido de local

(Foto: Divulgação / Rádio Chopinzinho) - Acusados de matar procurador tem júri transferido de local
(Foto: Divulgação / Rádio Chopinzinho)

Dois dos acusados de envolvimento na morte do procurador do município de Chopinzinho, Algacir Teixeira de Lima, terão o júri transferido da comarca de Chopinzinho para a comarca de Guarapuava. O desaforamento, de acordo com o juiz diretor da comarca, João Ângelo Bueno, foi determinado pelo Tribunal de Justiça do estado do Paraná (TJ-PR), atendendo pedido do Ministério Público (MP). A data do julgamento ainda não foi marcada.

Após análise do inquérito, a Justiça determinou que seis dos sete acusados fossem submetidos a júri popular. Diante da determinação, a defesa de quatro dos acusados impetrou recurso no TJ-PR e aguarda decisão. Os outros dois acusados, Elvi Aparecida Haag, e seu esposo Nilton Ferreira, não recorreram da decisão de irem a júri popular, por isso o processo contra os dois anda de forma mais rápida.

Na semana passada, o TJ-PR acatou o pedido do MP da comarca de Chopinzinho que solicitava o desaforamento do júri envolvendo os dois réus. Com essa decisão ficou definido que os dois acusados serão levados a julgamento na comarca de Guarapuava. O argumento é de que o crime teve grande repercussão na cidade e deveria ser transferido para garantir a segurança e a isenção dos jurados.

Os outros quatro acusados que foram remetidos a júri popular, Darci Lopes de Aquino, João Rosa do Nascimento, Jeferson Rosa do Nascimento e Giovane Baldissera, continuam aguardando decisão do Tribunal quanto ao recurso impetrado. Caso a decisão seja mantida, o próximo passo segundo o juiz será definir uma data para a realização do júri dos acusados.

Colaboração Rádio Chopinzinho.