21°
Máx
17°
Min

Adolescente está desaparecido há uma semana após abordagem policial em Sarandi

Garoto desapareceu no dia 10 deste mês de agosto (Foto: Divulgação) - Adolescente está desaparecido há uma semana após abordagem policial
Garoto desapareceu no dia 10 deste mês de agosto (Foto: Divulgação)

Uma família de Sarandi (a sete quilômetros de Maringá), moradora do Jardim Independência, tenta descobrir o que aconteceu com Jadson José de Oliveira, 17 anos. Nesta quarta-feira (17) completa uma semana do desaparecimento do adolescente, sem que haja qualquer pista sobre seu paradeiro. Ele foi visto pela última vez sendo abordado por policiais militares.

Jadson José de Oliveira estava com mais dois amigos na Rua Machado de Assis, onde foram abordados por uma equipe da Polícia Militar. A família recebeu a informação que o garoto foi levado na viatura e, desde então, sumiu. A mãe, Edna Aparecida da Silva Pedro, está desesperada.

“Eu não estou dormindo. Eu passei a noite inteira acordada esperando o Jadson chegar. Só estou em pé porque Deus está me sustentando. Se eles tivessem matado o meu filho, a gente enterrava, mas da forma que está, sem saber, isso mata a gente”, declarou.

Segundo a mãe, ninguém tem informações sobre o garoto desde o seu desaparecimento. Ela confirmou que o filho tem envolvimento com drogas e que já teria sido agredido por policiais.

Mesmo com medo de represálias, a família tem mostrado coragem e buscou a Polícia Civil e a Polícia Militar em busca de respostas.

Investigação

O comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Roberto dos Anjos Padilha, afirmou que um inquérito foi aberto e que uma equipe do Serviço de Inteligência está no caso. Os dois policiais em questão confirmam que fizeram a abordagem, mas alegam que liberaram os três rapazes, seguindo para atender uma ocorrência na Unidade de Pronto Atendimento.

“O fato é que eles foram realmente abordados por policiais e nós estamos diligenciando. Estamos com a P2 para gente tentar entender o que aconteceu. Não chegamos ainda a uma conclusão”, disse o tenente-coronel.

O delegado de Sarandi, Reginaldo Caetano, declarou que está conduzindo as investigações sobre o desaparecimento de Jadson José de Oliveira. “Ouvimos familiares, testemunhas e a PM também, na pessoa dos corregedores”, afirmou. Os dois policiais que fizeram a abordagem ainda não foram ouvidos. Questionado sobre o fato, o delegado afirmou que “deve” convocá-los, pois a oitiva deles é necessária.

A Polícia Civil teve acesso a imagens de uma câmera de segurança de um comércio da rua onde aconteceu o contato entre Jadson e os policiais. Elas mostram a viatura chegando, mas segundo o delegado, a câmera funciona por meio de sensor e desligou após passagem do veículo, não registrando a abordagem.

Nota da Upes

A União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes) emitiu uma nota de solidariedade à família de Jadson José de Oliveira. Segue o conteúdo.

“Na noite da última quarta-feira, o estudante de 17 anos Jadson José foi enquadrado pela Polícia Militar na cidade de Sarandi-Paraná, o mesmo estava acompanhado de dois amigos, no bairro jardim Independência. Os dois amigos que o acompanhavam foram enquadrados e logo depois liberados pela polícia, já Jadson José foi introduzido para dentro do veículo e desde então não se tem mais notícias de seu paradeiro.
Segundo informações de familiares, a família já se encaminhou para o departamento de polícia da cidade e efetuou um b.o, mas nada foi resolvido, o caso continua em aberto.”