21°
Máx
17°
Min

Aparelhos de raio-x das UPAs estão quebrados em Londrina

(foto: N.Com/Divulgação) - Aparelhos de raio-x das UPAs estão quebrados
(foto: N.Com/Divulgação)

Quem procura as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim do Sol e do Sabará em busca de atendimento depois de sofrer uma fratura não terá sucesso.

Os dois aparelhos de raio-x das unidades estão quebrados e precisarão passar por manutenção.

Segundo o diretor de urgência e emergência da secretaria municipal de Saúde, Felipe Pinheiro, os reparos vão custar R$ 23 mil  e os aparelhos, avaliados em R$ 150 mil cada, devem voltar a atender na próxima semana.

“A gente teve que parar os equipamentos. Um realmente parou de funcionar e o outro não estava com a qualidade que fosse segura para o diagnóstico no atendimento dos pacientes. São aparelhos que fazem muitos exames por dia e acabaram apresentando defeitos”, afirma o diretor.

Enquanto isso, a Central de Regulação orienta Siate e Samu a encaminhar pacientes com fratura ou que necessitem do exame para os hospitais da Zona Norte e Zona Sul. “Os pacientes que são atendidos nas UPAs são levadas pela secretaria de saúde até os hospitais. Nos casos mais graves, o transporte é feito pelo Samu”.

O aparelho de raio-x do Pronto Atendimento Infantil (PAI) segue funcionando normalmente.

(colaborou Valdir Bezerra/Rede Massa)