20°
Máx
14°
Min

Após morte de presidente da Câmara, vereadores de Ortigueira se reúnem nesta quarta

Após assassinato de João Batista, parlamentares suspendem férias para debater futuro do Legislativo municipal (Foto: Divulgação) - Após homicídio, vereadores de Ortigueira se reúnem nesta quarta
Após assassinato de João Batista, parlamentares suspendem férias para debater futuro do Legislativo municipal (Foto: Divulgação)

Horas depois do assassinato de João Batista Luís Borges, ocorrida na noite desta sexta-feira (18) em Ortigueira (143 quilômetros de Ponta Grossa), os vereadores da cidade decidiram suspender as férias e convocaram uma reunião extraordinária para esta quarta-feira (20), onde será decidido o futuro da Casa de Leis.

A informação foi confirmada pelo novo presidente da Câmara, Nivaldo Fartura (PRB), em entrevista por telefone ao portal Massa News. “Parece uma novela a situação ter acontecido, não acreditei quando fiquei sabendo do crime, ainda não conseguimos acreditar”, comenta o parlamentar. “Aparentemente, ele não tinha problema com ninguém, pelo menos ele nunca tinha falado nada para outros vereadores”, completa.

A reunião desta quarta-feira já deve contar com a participação do suplente Cláudio da Jacira (PSDB), que assume a vaga de João Batista. “Nos reunimos ontem e ele estava fazendo a contagem de quantos votos precisaria para conseguir se reeleger, ele estava muito feliz e confiante com a eleição”, conclui Fartura, que esteve com João Batista horas antes do assassinato.

O crime

João Batista estava dentro de casa quando dois homens armados chegaram pedindo por gasolina. Ele morava no assentamento RR, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), segundo informações da Polícia Militar. Quando ele saiu para atender aos rapazes, foi rendido e os bandidos entraram na casa dele.

Os familiares do parlamentar foram amarrados e trancados no banheiro, enquanto João Batista foi colocado no banco traseiro de um carro roubado. Os criminosos tiraram ele do carro e, em meio a um matagal, deram um tiro na cabeça da vítima. Os bandidos fugiram e não foram localizados.

O delegado Rafael Bacelar de Souza foi procurado, mas preferiu não se manifestar sobre o caso enquanto não tiver informações concretas para repassar à imprensa.

Luto oficial

Foi publicado um decreto municipal nesta terça decretando luto oficial de três dias no município de Ortigueira em função da morte do vereador.