22°
Máx
16°
Min

Após reunião com prefeitura, funcionários permanecem em estado de greve

(Foto: Divulgação/Sifar) - Após reunião com prefeitura, funcionários permanecem em estado de greve
(Foto: Divulgação/Sifar)

A reunião entre os servidores municipais de Araucária com a prefeitura do município terminou sem uma definição oficial a respeito da reivindicação salarial da categoria. Uma nova reunião foi marcada para o dia 31. Neste período, os funcionários devem trabalhar normalmente, mas permanecem em estado de greve.

De acordo com o Sindicato dos Servidores de Araucária, a prefeitura não abriu mão da proposta de 3% de reajuste salarial. A categoria pede um aumento de 11,93%. Mesmo assim, segundo Sifar, a reunião foi útil para garantir que a paralisação realizada nesta quarta-feira (18) não seja descontada na folha de pagamento, mediante reposição.

Já segundo a prefeitura, o encontro serviu para o município mostrar a situação econômica de Araucária. “Abrimos as contas e mostramos a nossa situação financeira. A nossa proposta é de 3% porque é o que podemos oferecer”, afirmou Pedro Rodrigues Neto, secretário municipal de Comunicação.

O projeto de reajuste de 3% será encaminhado à Câmara Municipal de Araucária, para aprovação pelos vereadores. Os trabalhadores permanecem em estado de greve, mas novas paralisação não devem acontecer. Pelo menos até o dia 31, quando a categoria volta a se reunir com a prefeitura.

Para este novo encontro, a prefeitura afirmou que tentará melhorar o reajuste de algum benefício para tentar acabar com a greve. Segundo o sindicato, uma assembleia já está marcada para o dia seguinte à reunião, na qual os trabalhadores devem decidir o rumo da paralisação.