28°
Máx
17°
Min

Artefato explosivo é detonado pelo Esquadrão Antibombas

Depois de quase seis horas de tensão e isolamento, o artefato explosivo, localizado nesta manhã, em uma faculdade de Foz do Iguaçu, foi detonado. Um robô foi usado para detonar a bomba caseira.

A área permaneceu isolada desde a manhã, quando um funcionário da instituição localizou o objeto e chamou a PM. A caixa estava com um celular amarrado por fita isolante e também com fios expostos.

Algumas empresas perto do local também tiveram que fechar as portas, devido ao risco. A equipe especializada de detonação veio de Curitiba e chegou no início da tarde.

Os policiais controlaram o robô, por controle remoto e detonaram a bomba. O material segundo a polícia era explosivo, mas não tinha detonador. As sobras do artefato foram levadas a Curitiba e devem passar por perícia.

Imagens do circuito de segurança das empresas próximas devem auxiliar na identificação da pessoa que abandonou o material no local.

A faculdade emitiu uma nota à imprensa:

Em razão de diversas informações que circularam hoje na imprensa e nas redes sociais, a Uniamérica e o Bertoni vêm a público esclarecer o seguinte:

- Na madrugada desta quarta-feira, 24/8, um dispositivo foi deixado por um indivíduo desconhecido próximo à guarita da entrada principal do campus Boulevard, na Av. das Cataratas, do lado de fora;

- Tendo avistado tal objeto de aspecto suspeito aproximadamente às 8h15, o funcionário responsável pela segurança da entrada do campus naquele momento, de acordo com seu treinamento para aquela situação, afastou as pessoas próximas do local e acionou imediatamente a Polícia Militar;

- Seguindo o protocolo de segurança em tais situações e orientados pela Polícia Militar, os funcionários da Uniamérica e do Bertoni realizaram a evacuação total do edifício, retirando todas as pessoas de forma segura e rápida, utilizando as saídas para as ruas laterais;

- Em seguida, ainda de acordo com o protocolo, a Polícia Militar isolou os quarteirões ao redor do campus e acionou os especialistas do esquadrão antibombas, que deslocaram-se de Curitiba para cuidar da situação;

- Ao chegarem, no início da tarde, felizmente eles constataram que o dispositivo não possuía detonador de qualquer espécie e acabaram por inutilizar e recolher todo o material para perícia.

Tal brincadeira criminosa, portanto, teve a intenção óbvia de chamar a atenção, principalmente devido à visibilidade e localização das instituições, em importante corredor rodoviário de nossa cidade. Porém, acabou prejudicando não apenas alunos, professores e funcionários da Uniamérica e do Bertoni, uma vez que foram suspensas as aulas do período da manhã; mas também comerciantes da região, que precisaram fechar as portas, turistas e os motoristas que transitavam pela Av. das Cataratas.

Reafirmamos aqui a completa segurança das instalações do campus Boulevard e o treinamento dos funcionários, que revelou-se inteiramente adequado em situação de necessidade. As atividades acadêmicas foram retomadas no próprio dia e seguem normalmente.

As investigações sobre os autores do trote e suas reais intenções prosseguirão e temos confiança na ação das autoridades policiais para encontrar os responsáveis por esse transtorno a centenas de pessoas.

Colaboração: Márcio Falcão / Rede Massa e Assessoria