26°
Máx
19°
Min

Assassino de 'Terra Seca' é condenado a mais de 10 anos de cadeia

Foto: Alex Miranda - Assassino de 'Terra Seca' é condenado a mais de 10 anos de cadeia
Foto: Alex Miranda

Depois de mais de 12 horas de julgamento, Dhean Franck Damião da Silva, acusado de ter matado á tiros o líder comunitário José Moreira de Souza, conhecido também como ‘Terra Seca’, foi condenado ao cumprimento de uma pena de 10 anos e seis meses em regime fechado.

Dhean havia perdido o benefício do regime semiaberto ao se entregar à polícia confessando o assassinato de ‘Terra Seca’.

O advogado nomeado para a defesa do réu, Joel Lacerda, alegou que o cliente agiu em legítima defesa. O embate com o promotor Carlos Moreno, aconteceu no Fórum da Comarca de Umuarama e o resultado foi decretado depois das 22h pelo Juiz de Direito Adriano Cesar Moreira.

O assassinato de ‘Terra Seca’ aconteceu em novembro de 2013 no Parque das Jabuticabeiras, bairro em que ele e o algoz viviam. Comerciante, ‘Terra Seca’ mantinha uma firme postura diante da criminalidade que aterrorizava o bairro por anos.

O crime ocorreu no início da noite da segunda-feira, 25 de novembro, na esquina das ruas Crisântemo e Das Margaridas, cerca de 300 metros do Mercado Terra Seca.

Acompanhado de Benedito Luis da Silva, de 58, José Moreira arrancava com seu carro e seguiria à uma chácara onde vacinaria suas ovelhas. O acusado se aproximou e efetuou os disparos.

Consta na denúncia feita pelo Ministério Público, que Damião havia sido denunciado por Terra Seca e acabou preso, circunstancia em que a vítima teria obrigado a família de Damião a desapropriar a residência em que viviam na comunidade conhecida como ‘Portelinha’. Foi então que as desavenças foram reforçadas entre as partes, que terminou no crime e no julgamento.

O acusado alegou legítima defesa, declarou ter visto ‘Terra Seca’ tentando puxar a arma e que era ameaçado há meses pela vítima por causa da disputa de propriedade de uma casa em área de preservação ambiental próximo do bairro onde o crime aconteceu.

“Ele já está cumprindo pena no regime fechado na Penitenciária de Cruzeiro do Oeste, porque estava no regime semiaberto quando matou e teve a prisão preventiva expedida ainda então no curso do inquérito de homicídio do ‘Terra Seca'", complementou o Promotor de Justiça.