26°
Máx
19°
Min

Ato em Londrina defende manutenção de programas sociais

Um ato marcado para a manhã desta quarta-feira (8) em Londrina quer chamar a atenção para o risco de que programas e benefícios sociais sejam cortados pelo o atual governo, entre eles o o Sistema Único de Assistência Social (SUAS), modelo único de assistência social em âmbitos federal, estadual e municipal.

O ato, intitulado “Nenhum direito a menos” será realizado das 9h ao meio-dia no plenário da Câmara de Vereadores.

"Historicamente, desde 1988, as políticas públicas sociais têm um novo modelo de gestão e funcionamento, construídos ao longo dos anos com a participação da sociedade e dos conselhos deliberativos. O que garante que os cidadãos exerçam o direito à discussão, avaliação, fiscalização e ao controle social sobre os níveis de governo.

Na reformulação ministerial, o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) foi parar na pasta social criada por Temer, com a fusão dos ministérios do Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Agrário, que cuidará de assuntos completamente diferente, como Reforma Agrária, Bolsa Família e Previdência Social. Em entrevistas, o novo ministro, Osmar Terra (RS), já manifestou o que pensa sobre benefícios sociais, o que deixa os trabalhadores e usuários dos serviços de assistência social preocupados.

O Bolsa Família é somente um dos benefícios que correm risco, neste governo, que está tomando decisões graves em relação às estruturas dos órgãos federais. Uma preocupação que se estende aos Centros de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Centros de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP)", diz nota enviada pelos organizadores do evento.