24°
Máx
17°
Min

Audiência pública debate participação das mulheres nas Eleições Municipais 2016

Foto: Laís Laíny - Audiência pública debate participação das mulheres nas eleições
Foto: Laís Laíny

Na próxima quinta-feira (30) será realizada em Cascavel uma Audiência Pública com Debate, que vai discutir a participação das mulheres na política e a elegibilidade, sobretudo, nas eleições municipais deste ano. Será às 19h30 na Câmara de Vereadores e será aberto a toda a população.

O CMDM (Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres) é o proponente dessa Audiência Pública. O tema é: Mulheres que compõem os partidos políticos com representatividade na Câmara Municipal de Cascavel que já foram candidatas e/ou pensam em nova candidatura para 2016. 

A proposta segue uma orientação da 4ª Conferência Nacional de Política para as Mulheres, que ocorreu em Brasília, em maio deste ano.

Segundo a vice-presidenta do CMDM, Maria Lúcia Kleinhans Pereira, será colocado no centro do debate “o espaço das mulheres nos partidos políticos e como serão viabilizadas as candidaturas femininas.” Isso porque, mais do que a cota de 30% de candidaturas femininas, é necessário dar condições reais de campanha para que mulheres sejam eleitas na Câmara de Vereadores ou na Prefeitura de Cascavel.

“O objetivo dessa audiência pública é alterar história de Cascavel que não elegeu mulheres nos últimos anos. Promover esse evento foi um compromisso do Conselho Municipal dos direitos da Mulher de Cascavel, em acordo com as orientações deliberadas na Conferência Nacional, o CMDM que chamou para si essa responsabilidade em nossa cidade”.

Todas as mulheres filiadas a partidos políticos em Cascavel foram convidadas por meio de seus presidentes, que receberam um ofício sobre o evento. Será oportunizada a apresentação de todas as pré-candidatas, que farão parte da mesa de debates.

Os presidentes dos partidos também foram convidados a participar da discussão, isso porque os questionamentos postos em debate envolvem os líderes partidários.

Duas perguntas serão as norteadoras do debate e deverão ser respondidas na Audiência Pública:

  1.  Qual é o critério de escolha das presidências dos partidos e como é a participação das mulheres nos processos das direções partidárias?
  2.  Como os partidos estão se organizando para eleger suas candidatas em 2016, para além do cumprimento das cotas em candidaturas?

A data foi escolhida estrategicamente antes das convenções partidárias, que devem ocorrer até o dia 5 de agosto, para que os partidos se organizem e repensem o envolvimento das mulheres nas eleições.

“Queremos despertar a importância da elegibilidade das mulheres e colocar Cascavel dentro de uma nova realidade de equidade na política, além de constarmos com a coerência necessária de nossos políticos no intuito de mudar as estatísticas referentes ao efetivo empoderamento feminino, em pro da equidade de gênero”. Reforça Maria Lúcia.

A audiência pública é promovida pelo Conselho Municipal dos Direitos da Mulher com apoio das entidades e coletivos feministas: As Benditas, Pagu, UBM (União Brasileira de Mulheres), Marcha Mundial das Mulheres, Grupo AfroVida, Questão da Mulher Negra é o Poder.

Cascavel em evidência, participe dessa ação histórica!

Colaboração: Laís Laíny