20°
Máx
14°
Min

Áudios com ameaças suspendem aulas em colégios estaduais

Áudios com ameaças suspendem aulas em colégios estaduais

A propagação de áudios, com supostas ameaças, de uma facção criminosa, geraram muitos comentários e especulações na região Oeste. Em São Miguel do Iguaçu as aulas dos colégios estaduais foram suspensas nesta terça-feira (05). A Polícia Civil foi comunicada do caso e pediu o reforço dos patrulhamentos da PM, além de circular com mais frequência pelas ruas da cidade.

Os áudios fazem ameaças aos alunos que comparecerem às aulas. Nele um homem fala sobre ‘um salve geral’ em quem não obedecer ao comando, ameaçando atirar em quem estiver perto das instituições. Os áudios causaram medo em muitos estudantes e preocupação por parte dos pais.

O delegado Francisco Sampaio, responsável pela cidade, acredita que tudo seja oportunismo de um baderneiro.

“Não acreditamos na veracidade dos áudios, são baderneiros e pessoas de mal gosto querendo atrapalhar a tranquilidade da cidade”, afirma.

Mesmo assim, o reforço do policiamento foi solicitado, bem como a intensificação dos patrulhamentos.

Princípio de incêndio em Foz

Na noite de sexta-feira (1º) um princípio de incêndio mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros ao Colégio Ipê Roxo. Uma lixeira foi destruída e a escola estava fechada. No outro dia, vizinhos disseram ter escutado tiros dentro da escola.

Por isso, as aulas foram suspensas ontem e hoje, segundo o Núcleo de Educação. Integrantes do Núcleo já estão na PM de Foz e devem ainda hoje, se reunir com a polícia de São Miguel do Iguaçu.

O objetivo é achar uma solução aos casos e apurar se eles podem ter alguma ligação. A polícia acredita que os recados que circulam pelas redes sociais podem ter surgido depois do princípio de incêndio, como forma de alarmar e assustar a comunidade. O caso já é apurado.