24°
Máx
17°
Min

Bandidos quebram parede de posto e dão prejuízo de R$ 10 mil

Suspeitos agiram da mesma forma em postos de Coronel Vivida e Chopinzinho, mas não há relação confirmada entre os casos (Foto: Divulgação / Adelino Guimarães) - Bandidos quebram parede de posto e dão prejuízo de R$ 10 mil
Suspeitos agiram da mesma forma em postos de Coronel Vivida e Chopinzinho, mas não há relação confirmada entre os casos (Foto: Divulgação / Adelino Guimarães)

Dois casos de arrombamento de postos de combustível intrigam a Polícia Militar na região sudoeste do Paraná. Nas duas situações, registradas em Coronel Vivida e em Chopinzinho, os bandidos agiram de forma semelhante, quebrando a parede nos fundos do estabelecimento para cometer furtos. Porém, a PM ainda não garantiu que há relação entre os casos. Ninguém foi preso até o momento.

O caso mais grave aconteceu durante a madrugada desta segunda-feira (29) no distrito de Vista Alegre, no interior de Coronel Vivida. Os ladrões conseguiram quebrar a parede nos fundos do posto para conseguir acessar o interior da loja. Eles cortaram os fios da central de alarme e ainda levaram o aparelho que grava e armazena as imagens.

Além disso, os criminosos revirarem o depósito e o escritório e furtaram várias garrafas de whisky, mais de dez caixas de energético, todo o estoque de cigarros, doces, chocolates, salgadinhos, e R$ 3,5 mil em dinheiro. O gerente do posto afirma que o prejuízo supera os R$ 10 mil. O caso será investigado pela Polícia Civil da cidade.

O outro crime aconteceu horas antes, na comunidade de São Francisco, interior de Chopinzinho, ainda na manhã de domingo. Funcionários do posto que chegaram para trabalhar durante a manhã encontraram a loja de conveniência revirada. Eles também abriram um buraco na parede nos fundos do estabelecimento.

Preocupados em não serem reconhecidos, mais uma vez eles cortaram os fios do circuito de alarme, danificaram sete câmeras de monitoramento e dois sensores de presença, além de outros equipamentos e objetos. Do local foram levados um computador completo, um notebook, várias garrafas de whisky, cigarros, salgadinhos, chocolates, latas energéticos e R$2,2 mil em dinheiro. O caso também foi repassado para a Polícia Civil.

Colaboração portal RBJ.