22°
Máx
16°
Min

Betriz Abagge recebe da Justiça perdão da pena

(Foto: Divulgação) - Betriz Abagge recebe da Justiça perdão da pena
(Foto: Divulgação)

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) concedeu à Beatriz Abagge o perdão da pena. Ela foi condenada a 21 anos e quatro meses de prisão, em regime semiaberto, pela morte do menino Evandro Ramos Caetano, ocorrida em 1992, em Guaratuba, no Litoral Paranaense, em um suposto ritual de magia negra.

A decisão foi divulgada na noite desta quinta-feira (17), pelo relator Naor R. de Macedo Neto. “Defiro a medida liminar para conceder o indulto e determinar o recolhimento do mandado de prisão expedido em face da paciente Beatriz Cordeiro Abagge”, escreveu em sua decisão.

“Acabou a novela Beatriz Abagge, depois de 24 anos de angústia”, comentou o advogado de Beatriz, Luciano Borges. Ele destacou que ela só confessou o crime depois de sofrer tortura. “A questão do indulto é matemática. A Beatriz cumpriu 5 anos e 9 meses de prisão, e tem filha menor de idade. Essa é o critério para o indulto. Acredito que é impossível a reversão desta decisao”, explicou.