22°
Máx
17°
Min

Cantora denuncia caso de racismo em loja de Curitiba

(Foto: Reprodução Facebook) - Cantora denuncia caso de racismo em loja de Curitiba
(Foto: Reprodução Facebook)

A cantora e atriz curitibana Michele Mara vai registrar uma denúncia no Ministério Público (MP) contra uma loja de acessórios localizada na Rua XV de Novembro, no centro de Curitiba. Ela afirma que foi vítima de racismo por uma responsável pelo estabelecimento.

O caso aconteceu no dia 30 de junho, quando Michele e uma amiga experimentavam uma espécie de turbante para o cabelo e foram surpreendidas por uma mulher que seria a dona da loja. “A dona veio gritando e tirou o turbante da minha mão. Ela é chinesa, gritava em inglês e em português, foi uma grosseria”, lembra.

Michele contou que a justificativa da mulher para impedir que ela usasse o acessório era o volume de seu cabelo. “A mulher falou que minha amiga poderia usar o turbante porque o cabelo dela é liso, mas que meu cabelo era muito grande, não iria caber e estragar o acessório”, disse.

“Perguntamos três vezes se eu não poderia usar o turbante por causa do meu cabelo e nas três vezes ela disse que eu não poderia usar por isso. Ela ainda tentou colocar o acessório na cabeça da minha amiga e dizia ‘olha como na cabeça dela serve’. Eu ainda falei que ela estava sendo racista comigo dentro do meu país”, comentou. Ao sair da loja, Michele registrou boletim de ocorrência.

A cantora divulgou a situação nas redes sociais neste domingo (10) e o caso ganhou bastante repercussão. Além do boletim de ocorrência, ela ainda vai registrar a denúncia no Ministério Público. “Esta é a segunda vez que passo por isso. Não posso aceitar mais, isso tem que acabar. As pessoas se conscientizaram contra isso, a lei está a nosso favor. É preciso servir de exemplo para que as pessoas não fiquem coagidas, não fiquem com vergonha e denunciem”, disse Michele.