23°
Máx
12°
Min

"Carregue esse peso", disse suspeito à mãe de mulher com deficiência morta em Cascavel

Os pais de Aline Cristina dos Santos, 27 anos, falaram com a reportagem do Portal Massanews sobre o crime que  vitimou sua filha no dia 14 de novembro. A jovem, que tinha a idade mental de uma criança de 12 anos, foi encontrada morta no reassentamento São Francisco, às margens da BR-369, em Cascavel.

O suspeito de ter cometido o crime é Derci Manoel dos Santos, vizinho e membro da igreja comandada pelos pais de Aline. Conforme as investigações da Polícia Civil, um desacordo entre a pastora Sandra Dias e ele, sobre a trilha musical usada nos cultos, teria motivado o homicídio. Ele também era o responsável pelo sistema sonoro do local.

"Estamos muito abalados porque foi uma coisa muito brutal. A minha filha saiu para comer um doce e desapareceu", conta Sandra. De acordo com ela, o suspeito do crime esteve no velório, que foi realizado na própria igreja, e fez um comentário chocante. "Ele bateu no meu ombro e disse 'Carregue esse peso'", contou. "Todo mundo chegava e via a nossa dor. Minha menina brincava de boneca, de ursinho, com os pés e mãos deitada no sofá. Ela era muito amada pela igreja".

O laudo do IML aponta que Aline levou uma pancada na cabeça por um objeto, que provocou corte na cabeça. Ao cair, se afogou. O pai de Aline, Eloir Pimentel, espera Justiça. "O que ele fez para minha filha pode fazer para outra pessoa. Espero que esse homem fique atrás das grades", finalizou.

O acusado segue preso na carceragem provisória da 6ª Subdivisão Policial (SDP) de Cascavel. Ele foi detido em Guaraniaçu tentando fugir nesta segunda-feira (28).

Colaboração: Cristiane Guimarães/Rede Massa.