24°
Máx
17°
Min

Casa própria transforma vida de famílias carentes

(Foto: Carlos Gonçalves / Cohapar) - Casa própria transforma vida de famílias carentes
(Foto: Carlos Gonçalves / Cohapar)

Em São Jorge do Oeste, município do Sudoeste do Paraná, 40 famílias carentes receberam nesta sexta-feira (10) as chaves da casa própria. Elas vão morar no loteamento Prefeito Ciro Poyer e, como são socialmente vulneráveis, não pagarão nada pelo imóvel. As moradias, com 44,66 metros quadrados, fazem parte do programa Sub 50, para cidades com menos de 50 mil habitantes.

O empreendimento, de R$ 1,2 milhão, foi construído em parceria pelo Governo do Paraná, por meio da Cohapar, Copel e Sanepar; do Governo Federal, prefeitura de São Jorge do Oeste e do Sistema de Cooperativa de Crédito Rural Horizontes Novos (Crehnor). O prefeito de São Jorge do Oeste, Gilmar Paixão; o coordenador do escritório regional da Cohapar em Francisco Beltrão, Antonio Carlos Bonetti, e representantes da Crehnor, Sanepar, Copel e Governo Federal realizaram a entrega das casas populares.

Infraestrutura

Antônio Carlos Bonetti ressaltou que as famílias receberam seus imóveis com toda a infraestrutra necessária para viverem com dignidade e segurança. “O loteamento ficou muito bonito, com urbanização, saneamento e energia elétrica. As famílias realmente precisam muito de uma moradia para viver com qualidade, notamos a alegria estampada no rosto de cada uma delas”, disse ele.

O prefeito Gilmar Paixão destacou a importância do investimento para o desenvolvimento econômico e social do município. “Com certeza é um investimento grandioso. Não tem valor maior do que receber a chave da casa própria”. Desde 2011, o município recebeu R$ 900 mil em investimentos, que beneficiaram 32 famílias com casas novas e outras 24 com a titulação de imóveis urbanos.

Vida nova

Adélio Clemente Kachmiez, 51 anos, ajudante de pedreiro, está se mudando para a nova casa e disse que a vida vai mudar. “Estou muito feliz, jamais esperava receber uma casa como esta, uma casa boa. Foi como ganhar na loteria. Tenho certeza de que vou ficar aqui pelo resto da minha vida. Onde eu morava antes era tudo muito improvisado, era um paiol”, contou.

Outro contemplado foi Moacir Antonio Bosi, 53 anos, que trabalha em um lava car e pagou aluguel durante 33 anos. “Agradeço a Deus, acima de tudo, pois passei a vida inteira pagando aluguel, um dinheiro que nunca volta. Agora estou na minha casa própria, estou muito feliz, minha vida vai ser outra.”

Amigos da Habitação

Ademar Werlen, presidente do Rotary Club de São Jorge do Oeste, recebeu o certificado Amigos da Habitação. "Conhecemos as necessidades das famílias. Pretendemos atuar na questão da vizinhança para que todos tenham uma boa convivência e, desta forma, fortalecer os vínculos dentro do loteamento", disse ele.

Colaboração da Agência Estadual de Notícias.