24°
Máx
17°
Min

Caso de jovem morto por policial militar terá reconstituição

Saulo Filipin Prestes foi morto na madrugada do último sábado durante uma confusão envolvendo um PM (Foto: Divulgação) - Caso de jovem morto por policial militar terá reconstituição
Saulo Filipin Prestes foi morto na madrugada do último sábado durante uma confusão envolvendo um PM (Foto: Divulgação)

Ainda não há data marcada, mas a Polícia Civil de Guarapuava irá realizar nas próximas semanas a reconstituição da morte de Saulo Filipin Prestes, para apurar as circunstâncias em que o crime aconteceu. O jovem foi morto por um tiro disparado por um policial militar na madrugada de sábado (23), em Turvo (200 quilômetros de Ponta Grossa).

O delegado responsável pelo caso, Luiz Alberto de Castro, informou que serão feitas duas perícias, uma balística, que vai definir qual o movimento dos tiros, e outra no carro do jovem. Ainda segundo o delegado, o policial militar, autor dos disparos, deve ser ouvido essa semana.

Crime

O crime ocorreu na madrugada de sábado (23), em frente à loja de autopeças da família em Turvo. Saulo estava acompanhado de dois amigos e quando os três já estavam indo embora, Saulo patinou o carro quando um policial militar deu ordem de parada e o jovem não obedeceu. Em seguida, o policial atirou em um dos pneus do carro e depois disparou contra o vidro, atingindo Saulo na cabeça.

Colaboração Rede Sul de Notícias.