26°
Máx
19°
Min

Ceasa terá espaço exclusivo para produtos orgânicos

(Foto: Venilton Küchler/ SESA) - Ceasa terá espaço exclusivo para produtos orgânicos
(Foto: Venilton Küchler/ SESA)

A Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa) lança nesta sexta-feira (03.06), o edital de licitação para o mercado de atacado de produtos orgânicos em sua unidade em Curitiba, na BR 116, quilômetro 111, no bairro Tatuquara. Serão disponibilizadas dez áreas no Pavilhão J, ao lado do novo Mercado de Flores da unidade. Os módulos variam de 16 a 60 metros quadrados, com valores mínimos de lances de R$ 1.067,39 a R$ 4.002,70. O pregão presencial, tipo “Maior Oferta”, acontecerá no dia 16 de junho, às 9h30, no Anfiteatro do Centro de Eventos da Ceasa Curitiba.

“A produção de orgânicos ganha cada vez mais espaço na cadeia agrícola do Brasil. Os mercados estão ampliando seus espaços para também receber e atender esse importante setor da nossa agricultura”, afirma Natalino Avance de Souza, diretor presidente da Ceasa Paraná. “É o caso da Ceasa de Curitiba, que abre um espaço próprio para a comercialização de hortigranjeiros orgânicos, dando mais uma alternativa para compradores que fazem seus negócios no nosso atacado, assim como para os consumidores de uma maneira em geral”, diz ele. A permissão de uso dos novos espaços no atacado será pelo prazo de 15 anos, contados a partir da assinatura do contrato.

Terceiro Maior

Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a expectativa é de que o mercado brasileiro de orgânicos movimente neste ano em torno dos R$ 2,5 bilhões, com um crescimento estimado entre 20% e 30%. Atualmente, há 11.084 agricultores no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, gerenciado pelo Mapa.

“O Paraná comercializa, em média, cerca de 140 mil toneladas e tem 1.414 agricultores que trabalham com essa alternativa de produção - o terceiro maior número do Brasil. “O setor ganha mais uma alternativa para ampliar seus negócios com este novo espaço na Ceasa de Curitiba”, explica Natalino Avance de Souza.

Pelo banco de dados do Mapa o Rio Grande do Sul tem 1.554 agricultores de orgânicos, seguido por São Paulo, com 1.438 agricultores. Santa Catarina ocupa a quarta posição com 999 agricultores. Ainda conforme informações do Mapa, a área de produção orgânica no Brasil abrange 950 mil hectares. Nela são produzidas hortigranjeiros, cana-de-açúcar, arroz, café, castanha do Brasil, cacau, açaí, guaraná, palmito, mel sucos, ovos e laticínios. O Brasil exporta produtos orgânicos para mais de 76 países, com destaque para frutas, oleaginosas, açúcar e castanhas.

Expansão

Em Curitiba já existem duas feiras tradicionais de produtos orgânicos, ambas aos sábados, no Passeio Público, no centro da cidade, e na Praça da Ucrânia, no Bigorrilho. A comercialização desses produtos é feita pelos próprios agricultores. É possível encontrar produtos orgânicos também em feiras livres tradicionais, supermercados e mercadinhos. Além disso o Mercado Municipal também dispõe de uma área específica para a venda de produtos orgânicos, assim como carne bovina orgânica.

“Como se percebe, o setor está em expansão, e ganha cada vez mais adeptos. Com este espaço exclusivo na Ceasa de Curitiba, que terá 586 metros quadrados, se dará ainda maior visibilidade e novas oportunidades de negócios para agricultores, compradores e demais agentes envolvidos no setor”, diz Natalino.

Mercado de Flores

O dirigente lembra, ainda, que recentemente foram realizadas licitações para o novo Mercado de Flores, que terá ampliada as suas instalações, agora com 1.920 metros quadrados, na Ceasa em Curitiba. “O local está passando por uma série de obras de reformas e melhorias. Todas as áreas colocadas em licitação foram arrematadas. Dobramos o número de permissionários, de 16 para 36 atacadistas”, diz o presidente da Ceasa Paraná. “A expectativa é de que o Mercado de Orgânicos também siga essa tendência.”

Ele explica que outras ações de novas obras e readequações das áreas estruturais dos mercados estão em processo de discussão e implantação também nas outras quatro unidades da empresa no interior do Estado.

Ainda segundo a diretoria da Ceasa Paraná, neste mês de junho o Setor de Licitações da empresa publicará novo edital para boxes no setor de atacado, quando serão ofertados em torno de 10 lotes na unidade de Curitiba.

Números

A Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa Paraná) é uma empresa vinculada ao sistema da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento e administra cinco unidades atacadistas: Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu, regiões consideradas estratégicas para a comercialização e abastecimento de hortigranjeiros no Estado.

São comercializados em média, por ano, através das Ceasas do Paraná, cerca de 1,2 milhão de toneladas de hortigranjeiros, sendo que a unidade de Curitiba responde por 50% do total (670 mil toneladas). Estão instaladas na Ceasa de Curitiba, 405 empresas atacadistas e cadastrados 4.831 agricultores, sendo que, em média, por mês, 1.360 deles negociam diretamente suas produções junto ao Mercado do Produtor.

Colaboração AENPr.