22°
Máx
16°
Min

Clínicas odontológicas de Londrina recebem R$ 330 mil em equipamentos

(foto: Laís Cardoso/Rede Massa) - Clínicas odontológicas recebem R$ 330 mil em equipamentos
(foto: Laís Cardoso/Rede Massa)

A Secretaria Municipal de Saúde conseguiu regularizar os insumos utilizados pelas clínicas odontológicas municipais. Para isso, a Autarquia de Saúde investiu mais de  R$ 330 mil em produtos como anestesias, brocas, verniz, materiais de restauração, resinas, utensílios para prevenção e educação em saúde bucal, entre outros.

Ao todo, o Pregão na modalidade de Registro de Preços n° 73/2016 adquiriu produtos de 128 lotes. Desses lotes, 80% dos materiais já foi entregue às 52 clínicas odontológicas, sendo 49 delas estão inseridas nas Unidades Básicas de Saúde, uma no Centro Integrado de Doenças Infecciosas (CIDI-Policlínica), uma no Lar Anália Franco de Londrina e outra na Escola Municipal Zumbi dos Palmares (antigo CAIC da zona sul).

Os outros 20% estão em processo de análise de material. Esse procedimento é importante, pois, por meio dele, os técnicos especializados da Autarquia Municipal de Saúde verificam a qualidade dos produtos e caso não estejam de acordo com os normas estipuladas, uma nova empresa é convocada para o certame. Desse trâmite até a homologação deve levar cerca de 15 dias.

Segundo o gerente de Odontologia da Secretaria Municipal de Saúde, Oswaldo Peres Carneiro Junior, a Central de Abastecimento Farmacêutica tem distribuído, desde a semana passada, os materiais, de acordo com a demanda das unidades odontológicas. “A regularização dos insumos é necessária, porque ela dá continuidade aos serviços de assistência odontológica prestados pelo município aos seus usuários. Além disso, vale ressaltar que o acesso humanizado de acolhimento e classificação por prioridades, implantado na rede, possibilitou a continuidade da assistência ao usuário, mesmo no desabastecimento momentâneo de alguns produtos”, explicou.

Ao todo, sete empresas foram vencedoras do Pregão, sendo uma de Curitiba, outra de Florianópolis e as demais de Londrina e Cambé.

(com informações do Núcleo de Comunicação)