28°
Máx
17°
Min

CMTU poderá multar empresa por paralisação na coleta de lixo

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) notificou a empresa Paviservice para retomar, o mais rápido possível, os serviços de coleta de lixo domiciliar em Londrina. Em caso de desobediência, a multa será calculada de acordo com o período paralisado. 

Atualmente, são coletadas cerca de 10.500 toneladas de lixo por mês. A coleta desta quarta-feira abrange diferentes bairros de todas as regiões da cidade. A área central tem a coleta no período noturno.

A empresa avisou a CMTU que pretende marcar uma reunião com o Ministério Público para tratar sobre o assunto. Como a mobilização não foi reconhecida pelo sindicato, não se trata de greve.

A coleta foi suspensa na manhã desta quarta-feira (31). O motivo foi a demissão de um funcionário que teria cobrado remunerações atrasadas e melhores condições de trabalho na empresa Paviservice na tarde de terça-feira.

Segundo Edson Gregório dos Reis, funcionário demitido, a cobrança seria de R$ 100 pelo trabalho realizado no Carnaval e por caminhões que estariam quebrados, dificultando o serviço dos coletores.

Já a versão da presidente do Sindicato dos Empregos de Asseio e Conservação de Londrina, Izabel Aparecida de Souza é de que o episódio trata-se de um motim de parte dos funcionários.

Segundo ela, há apenas um caminhão quebrado impedido de operar na cidade. Sobre a cobrança do pagamento atrasado do feriado, Izabel afirmou que o assunto deve ser tratado diretamente com a empresa. O sindicato não participa por não envolver diretamente salários.