24°
Máx
17°
Min

Cobradora que estava em ônibus depredado será transferida de linha e horário

(Foto: João Carlos Frigério/Plantão 190) - Cobradora de ônibus depredado será transferida de linha e horário
(Foto: João Carlos Frigério/Plantão 190)

A cobradora que vivenciou momentos de terror na madruga desta quinta-feira (30) – quando cerca de 20 pessoas armadas com paus e pedras depredaram o veículo onde ela estava, no município de Almirante Tamandaré –, será transferida de linha e horário, de acordo com o Dino César, presidente em exercício do Sindicato dos Motoristas e Ônibus da Grande Curitiba.

Segundo o presidente, a decisão foi tomada pela empresa depois de uma reunião com a cobradora. “Ela estava em estado de choque pelo ocorrido. Não estava apenas com ferimentos físicos, mas sim psicológicos.” A situação aconteceu quando a cobradora e motorista realizavam a última viagem da noite.

De acordo com informações do blog Plantão 190, havia 10 torcedores do Coritiba dentro do ônibus. Quando chegaram na avenida Anita Garibaldi, cerca de 20 pessoas com a camisa do Atlético-PR cercaram o veículo. O motorista parou e eles começaram a atacar as pedras. O condutor e a cobradora tentaram fugir, mas a mulher foi agarrada por um dos envolvidos na confusão.

Segundo Dino César, neste momento, ela foi agredida. “Seguraram ela pelo braço e deram alguns tapas, ameaçando ela”, relatou. Na sequência, eles entraram no ônibus e assumiram a direção do veículo. Pouco à frente, abandonaram o volante com o ônibus em movimento, que só parou depois da intervenção de outro motorista, que estava comendo um cachorro-quente e percebeu que o veículo estava sem condutor.

A cobradora não teve ferimentos graves. Mesmo assim, o turno e a linha na qual ela trabalha serão alterados para dar mais segurança à mulher, que ficou bastante abalada com a situação. Não há informações sobre o estado de saúde do motorista do ônibus. “Tentei o dia inteiro, mas não consegui falar com ele”, relatou o presidente do Sindimoc.