28°
Máx
17°
Min

Codefoz apresenta projeto integrado de segurança

Foto: Assessoria de imprensa - Codefoz  apresenta projeto integrado de segurança
Foto: Assessoria de imprensa

Durante a reunião plenária do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu, nesta quarta-feira (13), a Câmara Técnica de Segurança Pública (CTSP) do órgão apresentou o projeto de segurança pública integrada para a região trinacional. A proposta é resultado de estudos, planejamento e diálogos promovidos pela câmara técnica do Codefoz com as instituições do Brasil, Paraguai e Argentina.

O projeto aponta desafios imediatos, de médio e longo prazo, e defende a segurança como premissa de desenvolvimento. Foram apresentados resultados obtidos por meio da atuação conjunta entre as representações da sociedade organizada, governos e órgãos de segurança, como a implantação de duas bases náuticas no Rio Paraná e o sistema de fiscalização, controle e segurança implementado durante a revitalização da Ponte Internacional da Amizade.

O plano elaborado pela Câmara Técnica de Segurança Pública do Codefoz enfatiza a atuação integrada e sistêmica entre as autoridades das Três Fronteiras. O projeto abrange ações nas pontes internacionais da Amizade e Tancredo Neves, o controle dos rios pelas forças de segurança com a instalação de bases náuticas e iniciativas relacionadas ao Projeto Beira Foz, Justiça e Segurança e à segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai.

O presidente do Codefoz, Roni Temp, destacou o trabalho da câmara técnica e papel do conselho como articulador das demandas da sociedade. “Com sinergia e união, a Câmara de Segurança Pública tem garantido grandes resultados”, apontou. “Os órgãos de segurança escolheram o Codefoz para a condução desse debate, por isso estamos envolvendo toda a comunidade, garantindo a participação de todos”, complementou Roni Temp.

Segurança  na fronteira

Na apresentação do projeto de segurança para a fronteira, o coordenador da Câmara Técnica de Segurança Pública do Codefoz, coronel Carlos Roberto Sucha, enfatizou a relação entre segurança pública e desenvolvimento. “A segurança deve ser uma premissa para a vida em sociedade, não apenas uma prioridade que pode mudar. Para obtermos crescimento com qualidade de vida, precisamos entender a segurança como elemento intrínseco”, refletiu.

O coronel explicou o funcionamento do sistema de monitoramento inteligente que deverá ser implantado na Ponte Internacional da Amizade. O projeto executivo foi aprovado pela câmara técnica do Codefoz e prevê a instalação de câmeras e softwares sofisticados para o reconhecimento de placas de veículos, faces e comportamentos das pessoas, ampliando e qualificando o controle e a fiscalização na região.

Sobre o Projeto Beira Foz, Justiça e Segurança, o coronel Carlos Sucha ressaltou que a ação norteia a atuação integrada de segurança e fiscalização entre Brasil, Paraguai e Argentina. “Entre os objetivos estão medidas de promoção social nas áreas próximas aos rios, a transversalidade entre desenvolvimento e segurança e a captação de investimentos para segurança pública”, disse o integrante do Codefoz.

Plenário

Presente à reunião, o prefeito Reni Pereira enalteceu o trabalho das forças de segurança e do Codefoz, e anunciou ações para a segurança e o turismo. “Tomamos as medidas para receber a Polícia do Turismo, que será implantada pelo Governo do Estado a partir de reivindicação da cidade. Lançamos a licitação do Centro de Convenções e captamos eventos. Agora, discutimos a criação do Museu do Automóvel, para ser mais um atrativo”, informou.

O prefeito Reni Pereira, que é o presidente de honra do Codefoz, assumiu o compromisso de enviar para a Câmara de Vereadores o projeto que cria o Programa Municipal de Incentivo ao Desenvolvimento Econômico e Social (PMID) e a lei de ordenamento da publicidade, debatidos pelo conselho. O prefeito ainda afirmou que irá revogar o decreto que institui a área para o novo porto seco de Foz do Iguaçu.

Colaboração: Assessoria de imprensa