22°
Máx
16°
Min

Com frio e chuva, doação de sangue tende a cair 30% em Maringá

(Foto: UEM) - Com frio e chuva, doação de sangue tende a cair 30%
(Foto: UEM)

Com o período mais chuvoso e frio que Maringá vive neste mês de maio, o Hemocentro do Hospital Universitário já sente os ‘sintomas’. Em condições assim, as doações tendem a cair cerca de 30%, por isso, o alerta da importância da continuidade das coletas.

A assistente social do Hemocentro, Ângela Tessaro, destaca que as pessoas costumam ficar mais reclusas entre o outono e o inverno por causa das baixas temperaturas. Há ainda o impedimento devido às doenças.

“Existe uma triagem clínica na doação, então são verificados vários aspectos do estado de saúde do doador, para ver se ele está apto ou não. Quem tem gripe não pode doar”, explicou. 

Doe sangue e salve vidas

Se o número de doadores diminui por causa do frio e das chuvas, o de pessoas que precisam de bolsas de sangue não. Por isso, o Hemocentro pede que as pessoas compareçam para coletas.

O órgão funciona de segunda a sexta-feira das 7h às 18h30 e aos sábados, das 7h às 12h30. É preciso estar em boas condições de saúde e levar documento oficial com foto. 

“Nós sempre lembramos que todo tipo de sangue é importante”, destacou Ângela Tessaro. 

Mensagem falsa

Uma mensagem que está circulando pelas redes sociais tem feito várias pessoas ligarem para o Hemocentro para saber se o estoque está baixo. Ela diz que uma criança chamada Elisa Mirela corre risco de morte e precisa de sangue. 

O Hemocentro informa que não existe paciente com esse nome sendo atendido em Maringá. 

Serviço

Hemocentro de Maringá

Avenida Mandacaru, 1.600, ao lado do Hospital Universitário