22°
Máx
14°
Min

Com risco de déficit de R$ 22 milhões, prefeito determina cortes

(Foto: J. A. Sabino/Prefeitura de Umuarama) - Com risco de déficit de R$ 22 milhões, prefeito determina cortes
(Foto: J. A. Sabino/Prefeitura de Umuarama)

Diante do risco de chegar ao fim de 2016 com um déficit de R$ 22 milhões, o prefeito de Umuarama, Moacir Silva, decretou nesta segunda-feira (28) corte nos gastos com combustível, telefone, energia elétrica e atividades não essenciais.

Técnicos das diretorias de Finanças e Contabilidade apresentaram um relatório com uma elevação mínima na arrecadação. Na contramão, os gastos subiram mais de 26%, o que levou a administração ao contingenciamento.

No primeiro bimestre deste ano, o município teve queda de 4,16% no Imposto sobre Serviços (ISS), 5,87% no Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e 3,26% no Fundo de Participação dos Municípios. A queda total na receita chegou a quase 15%.

o prefeito Moacir Silva determinou que “as despesas que forem imprescindíveis de serem realizadas, que sejam observados os menores custos possíveis, no máximo de 50% do que foi gasto nos anos anteriores”.

Colaboração: Prefeitura de Umuarama