22°
Máx
17°
Min

Comerciantes fazem mutirão de limpeza após alagamentos no centro de Curitiba

Comerciantes fazem mutirão de limpeza após alagamentos no centro

A forte chuva que caiu em Curitiba na noite desta segunda-feira (17) causou transtornos para proprietários de veículos atingidos pelos alagamentos no centro da cidade e deixou alguns lojistas com uma enorme tarefa na manhã desta terça-feira (18). Alguns estabelecimentos na área central foram invadidos pela água. Funcionários e comerciantes tiveram que realizar mutirões de limpeza para poder abrir as portas ao público.

Foi o caso de um salão de beleza localizado na rua Desembargador Ermelino de Leão, próximo à praça Osório. A proprietária, que preferiu não se identificar, relatou à reportagem do Massa News que o nível da água dentro do estabelecimento chegou a cinquenta centímetros. “Chegamos de manhã e já começamos a limpar, pois não posso ficar com o salão parado”, comentou.

A funcionária de uma loja de ternos priorizou a limpeza antes de seu horário de trabalho para não afetar as vendas. “Eu levei sorte que nossos balcões são um pouco mais altos e a vitrine não ficou alagada. Mesmo assim, a chuva entrou e fez um estrago”, relatou. A funcionária de uma agência declarou que a limpeza começou ainda na noite de ontem. Os comerciantes e funcionários ouvidos pelo Massa News ainda contaram que os bueiros na região estão com lixo e não conseguem dar conta do volume de água.

Números

O Instituto Tecnológico Simepar, que faz o monitoramento do tempo no Paraná, registou um volume de 27 milímetros de chuvas em Curitiba na noite desta segunda-feira (17). Segundo o meteorologista Lizandro Jacóbsen, a quantidade representa de 10% a 15% da média história de chuvas para a região neste período do ano. O volume chama atenção especialmente por ter acontecido em apenas meia hora.

Em Francisco Beltrão, o Simepar identificou 14 milímetros de chuva em apenas 15 minutos, no final da tarde de ontem. A situação foi parecida em União da Vitória, onde choveu 12 milímetros no mesmo período de tempo. O meteorologista lembra que estas pancadas fortes de chuvas são comuns nesta época do ano.

A Defesa Civil Estadual recebeu até a manhã de hoje três ocorrências de tempestades e vendavais no Paraná. No entanto, nenhuma envolve desabrigados, desalojados ou feridos. Os casos ocorreram na tarde de ontem em Pato Branco, Capanema e Santo Antônio do Sudoeste.

Colaboração Paula Schreiber