23°
Máx
12°
Min

Condenado por desvio de verbas vai cumprir restante da pena em casa

Rodrigo Pires foi condenado a seis anos e oito meses de prisão por desvio de verbas (Foto: Divulgação / Rede Massa) - Condenado por desvio de verbas vai cumprir restante da pena em casa
Rodrigo Pires foi condenado a seis anos e oito meses de prisão por desvio de verbas (Foto: Divulgação / Rede Massa)

O ex-funcionário da Câmara Municipal de Ponta Grossa, Rodrigo Pires, foi beneficiado pela Justiça e está cumprindo pena em casa. Ele está usando tornozeleira eletrônica e ainda existe a possibilidade de que ele seja transferido para Santa Catarina.

Rodrigo Pires foi condenado a seis anos e oito meses de prisão por ter sido considerado culpado pelo desvio de mais de R$ 2 milhões da Câmara entre os anos de 2004 e 2009. Conhecido como ‘Esqueleto’, ele ficou preso no regime semiaberto da Penitenciária Estadual de Ponta Grossa (PEPG) durante seis meses. A prisão aconteceu no ano passado, em outubro, na cidade de Itapema (SC).

O advogado que defende Esqueleto, Alexandre Buhrer, conseguiu uma autorização para que ele cumpra o restante da pena em casa e utilize tornozeleira eletrônica. Ainda existe a possibilidade de que ele seja transferido para o estado de Santa Catarina, faltando apenas a autorização do juiz da cidade, já que o sistema de monitoramento por tornozeleira ainda está em fase de implantação no estado vizinho.

Colaboração William Batista, da Rede Massa.