21°
Máx
17°
Min

Condutor do Uber que foi baleado na cabeça em assalto, morreu no hospital na manhã deste domingo

(Foto: Colaboração/Jorge Miguel) - Condutor do Uber baleado em assalto morre no hospital
(Foto: Colaboração/Jorge Miguel)

O jovem Hudson Lopes dos Santos, de 22 anos, o condutor do Uber que foi baleado na cabeça em um assalto na noite de quinta-feira (13), morreu na manhã deste domingo (16), após lutar pela vida. A informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Cajuru. O rapaz foi assaltado no Bairro Bacacheri, e teve o veículo Honda Civic levado pelos assaltantes, que ainda efetuaram disparos contra a vítima. O carro foi abandonado em Colombo pouco depois.

A Assessoria da Polícia Civil divulgou, na ocasião, que investiga o crime. Após o ocorrido, os colegas de Hudson fizeram uma manifestação pedindo mais segurança. Além do assalto que vitimou o condutor, outro motorista do Uber foi assaltado na noite de quinta-feira. Ele também teve o veículo levado. Outros motoristas do aplicativo revelaram que várias situações de violência vêm sendo registradas e que alguns chegaram até mesmo a serem vítimas de emboscadas e acabaram os carros danificados.  

Atualização

A informação repassada por familiares da vítima, é que os órgãos do rapaz serão doados. Não há informação até o momento, por este motivo, sobre o velório e o sepultamento. Amigos e colegas do condutor prometem fazer uma homenagem a Hudson nesta segunda-feira (17).

Colaboração Simone Munhoz/Rede Massa