27°
Máx
13°
Min

Confirmada a primeira morte pela gripe H1N1

Foto: Guia Medianeira - Confirmada a primeira morte pela gripe H1N1
Foto: Guia Medianeira

Foi confirmada a primeira morte por H1N1 em Medianeira. O boletim da Secretaria da Saúde no Município apresentou dois casos de gripe neste mês, um de Influenza A (H1N1), e um de Influenza A (H1) Sazonal, este último veio a óbito, sendo que esta foi a primeira morte registrada pela variante H1 do vírus no estado do Paraná.

A diferente entre elas é que o vírus influenza sazonal circula causando doenças em humanos anualmente. Em regiões de climas temperados, os casos de influenza tendem a ocorrer sazonalmente nos meses de inverno, disseminando de pessoa a pessoa por meio de espirros, tosses ou contato com superfícies contaminadas.

Vírus influenza sazonal pode causar infecção branda a grave, inclusive óbito. Pessoas com alto risco de complicações graves incluem gestantes, idosos, crianças com menos de dois anos, pessoas imunocomprometidas e pessoas com alguma comorbilidade.

O vírus influenza sazonal evolui continuamente, possibilitando que as pessoas se infectem várias vezes durante a vida. Assim, os componentes da vacina sazonal são revisados frequentemente e atualizados periodicamente para assegurar a continua efetividade da vacina.

Existem 3 tipos de vírus influenza sazonais: influenza A, B e C. Os vírus influenza tipo A são divididos em subtipos de acordo com a variedade e combinação de duas proteínas de superfície, a hemaglutinina (HA ou H) e a neuraminidase (NA ou N).

Atualmente, influenza A (H1N1) e A (H3N2) são os subtipos sazonais que circulando. O vírus sazonal A (H1N1) é o mesmo vírus que causou a pandemia de influenza em 2009, e agora circula sazonalmente. Os vírus influenza tipo B que circulam sazonalmente são de duas linhagens diferentes, Victória e Yamagata, nomeadas de acordo com o local onde foram primeiramente identificadas.  

Os vírus influenza tipo C causam infecções mais brandas e estão associados com casos esporádicos. Por não ter impacto na saúde pública, esse tipo de vírus influenza não compõe a vacina sazonal contra influenza.

Dados atualizados da gripe divulgados na quarta-feira (13) pela Secretaria da Saúde mostram que o Paraná já registrou 978 casos da doença, sendo 907 de H1N1. Os números são a soma dos casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG) registrados desde o início do ano.

Colaboração: Guia Medianeira