22°
Máx
17°
Min

Confronto entre Polícia Militar e MST deixa baleados em invasão na Araupel

Confronto entre Polícia Militar e MST deixa baleados em invasão na Araupel

Um confronto entre uma equipe da Polícia Militar e integrantes do MST deixou vítimas, na tarde desta quinta-feira (07), em Quedas do Iguaçu.

A troca de tiros ocorreu na fazenda da Araupel, invadida por integrantes do Movimento Sem Terra. Ainda não se sabe o número de feridos, mas conforme as primeiras informações repassadas pela PM, pelo menos duas pessoas morreram e seis ficaram feridas.

O tenente Roberto Tavares, da PM de Cascavel, cidade distante cerca de 120 km de Quedas do Iguaçu, confirmou a informação da troca de tiros e afirmou que há sem terras mortos.

Ele disse também que várias equipes policiais da região já foram acionadas para dar apoio no local da ocorrência. O médico do Consamu, Rodrigo Nicácio, já confirmou o envio do helicóptero do Programa Paraná Urgência para resgatar os feridos. Conforme as primeiras informações, os militares foram pegos de surpresa em uma emboscada.

A Secretaria de Segurança Pública emitiu uma nota confirmando a ocorrência e trazendo alguns detalhes já apurados.

Confira na integra:

Duas equipes da Polícia Militar do Paraná foram vítimas de uma emboscada na tarde desta quinta-feira (7) na cidade de Quedas do Iguaçu, região oeste do Paraná, quando tentavam ajudar a combater um incêndio numa área conhecida como Fazendinha. 

Assim que o fogo começou, os policiais da ROTAM (Ronda Ostensiva Tático Móvel) e uma brigada de incêndio da empresa Araupel foram até o local para combater as chamas. Mas antes de chegar até o local da queimada, os policiais foram alvo de uma emboscada.

Mais de 20 pessoas do Movimento Sem Terra (MST) estavam no local e começaram a disparar contra as equipes da PM, que reagiu ao ataque. Durante o confronto, dois sem terra morreram e seis ficaram feridos. Com eles, a polícia apreendeu uma pistola 9 milímetros e uma espingarda calibre 12. O restante do grupo se embrenhou na mata.

A PM enviou equipes para o local para resgatar as vítimas -- inclusive um helicóptero para remover os feridos. Além disso, foram destacados policiais militares e civis para a região com o objetivo de reforçar a segurança – uma vez que há uma briga judicial envolvendo o MST e a empresa Araupel.  A Polícia Civil já abriu um inquérito para apurar os fatos.

Já a Polícia Militar, por meio do 5º Comando Regional, em Cascavel, confirmou uma coletiva de imprensa para dar detalhes do caso às 19h.

Novas informações

O Consamu confirmou que três dos baleados vão precisar passar por procedimentos cirúrgicos, por isso as equipes colocaram em funcionamento o plano de atendimento de múltiplas vítimas.

Os baleados foram levados de ambulância até o Pronto Socorro mais perto, em Quedas do Iguaçu, mas devido a gravidade, devem ser transferidos aos hospitais da região.

A Polícia Militar permanece em frente à unidade para evitar tumulto. Muitas pessoas também estão no local em busca de informações das vítimas.

MST rebate que armou emboscada

Integrantes do MST que ocupam a área da Araupel rebatem a informação de que armaram emboscada aos militares. Em conversa com jornalistas que estão na cidade, eles afirmam que os envolvidos no tiroteio estavam em ronda pela área ocupada, quando foram surpreendidos pelas equipes policiais.

O movimento deve emitir nota nas próximas horas falando do ocorrido.