24°
Máx
17°
Min

Confusão entre motorista de ônibus e policial termina em delegacia

Uma confusão entre uma viatura da Polícia Civil e um ônibus foi registrada no início da noite desta quinta-feira (18), na rua André de Barros, no centro de Curitiba.

Segundo a versão do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de ônibus da Grande Curitiba (Sindimoc), o motorista teria batido no retrovisor da viatura que, segundo o presidente do sindicato, Anderson Teixeira, estava à paisana. O condutor do coletivo, no entanto, não teria percebido o acidente e continuou a viagem.

Foi aí que a confusão começou. Segundo Anderson Teixeira, os policiais começaram a ir atrás do ônibus, até que alcançaram o veículo e mandaram ele parar. Na sequência, eles pediram o documento do motorista, que teria se recusado. “Ele não entregou os documentos, porque ficou com receio, afinal a viatura não tinha identificação”, afirmou o presidente do Sindicato.

Na sequência, o motorista teria se trancado dentro do ônibus, que tinha alguns passageiros, a firmando que só sairia dali com a chegada do advogado e do sindicato. Já os policiais, segundo Anderson, teriam solicitado apoio a policiais militares para realizar a prisão do motorista, sob a acusação de não ter atendido aos pedidos dos policiais.

Neste momento, o motorista e o presidente do Sindimoc, Anderson Teixeira, estão no 1º Distrito Policial de Curtiba, realizando um Boletim de Ocorrências sobre toda a situação. De acordo com Anderson, os policiais que se envolveram na confusão também estão no distrito, ainda tentando realizar a prisão do motorista.

A Polícia Civil confirmou a situação, mas ressaltou que o motorista só foi levado para o Distrito para dar o devido esclarecimento sobre o ocorrido. Ainda de acordo com a Polícia Civil, não houve ameaças ou agressões ao motorista, por parte dos policiais. Já a Polícia Militar afirmou que só foi ao local com viaturas do BPTran, para orientar o trânsito na região.