22°
Máx
16°
Min

Congresso de Medicina na UEL discute atendimento à população de risco

(foto: Divulgação) - Congresso de Medicina na UEL discute atendimento à população de risco
(foto: Divulgação)

Nos últimos anos, a realidade socioeconômica de nosso país sofreu várias transformações. Mas nem sempre as Políticas Públicas de Saúde acompanharam tais mudanças. O resultado disso foi um perfil epidemiológico ambíguo no Brasil: à medida que aumenta a prevalência de doenças crônicas, típicas de países desenvolvidos e relacionadas ao envelhecimento da população, ainda enfrentamos uma série de doenças comuns aos países em desenvolvimento. Some-se a isso o fato de alguns importantes indicadores, como a mortalidade materna e infantil, continuarem elevados em algumas regiões do país e o alarmante 4° lugar no ranking mundial de mortes no trânsito segundo relatório Global Status Report on Road Safety 2013 da ONU.

Levando em consideração este cenário, organizações ligadas ao curso de Medicina da Universidade Estadual de Londrina (UEL) promovem no segundo semestre do ano o 1º Congresso de Medicina da UEL (COMUEL). O evento, realizado entre 1 e 4 de setembro, tem como tema principal "A Medicina nas Populações de Risco: Problemas cotidianos no exercício da Medicina no Brasil agravados pelo atual cenário dos Serviços de Saúde". O congresso será realizado no Anfiteatro Cyro Grossi, do Centro de Ciências Biológicas (CCB), no Campus Universitário. A iniciativa faz parte das comemorações dos 50 anos do curso de Medicina, que serão completados em 2017.  Na programação, constam 18 palestras com profissionais de referência da área, além de três painéis, seis mesas-redondas, três workshops e dois mini-cursos. Serão ainda expostos trabalhos científicos de discentes da universidade.

Para a cerimônia de abertura, com o tema “A nova realidade da Medicina no país”, estarão presentes os médicos Florentino de Araújo Cardoso Filho, presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Donizetti Dimer Giamberardino Filho, conselheiro do Conselho Federal de Medicina (CFM), e Otto Fernando Baptista, presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM). Haverá ainda uma aula magna, no final do segundo dia, com o especialista em transplante de pulmão, o cirurgião José de Jesus Peixoto Camargo.

Fazem parte do comitê organizador do I COMUEL integrantes da Gestão Medicina no Centro, a atual diretoria do CASP, diversas Ligas Acadêmicas de Medicina da UEL, com ênfase na Liga Acadêmica de Clínica Médica, Liga Acadêmica de Clínica Cirúrgica e na Liga do Trauma, além de representantes da Federação Internacional de Associações de Estudantes de Medicina (IFSMA) na UEL. O Congresso conta ainda com o apoio da Associação Médica de Londrina.

Informações sobre inscrições e programação no endereço www.comuel.com.br.

(com assessoria de imprensa)