22°
Máx
16°
Min

Conselho de Administração denuncia situação caótica da Universidade Estadual de Maringá na Alep

UEM precisa de mais dinheiro (Foto: Chuniti Kawamura/ANPr) - Conselho de Administração denuncia situação caótica da UEM na Alep
UEM precisa de mais dinheiro (Foto: Chuniti Kawamura/ANPr)

Membros do Conselho de Administração da Universidade Estadual de Maringá (UEM) viajaram até Curitiba nesta terça-feira (13) para denunciar aos deputados a situação caótica enfrentada pela instituição. Segundo os servidores, dificuldades financeiras vêm afetando as atividades acadêmicas, a conclusão de obras e também serviços prestados à comunidade.

O Conselho de Administração foi recebido pela Comissão de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da Assembleia Legislativa. Eles pediram apoio para tentar junto ao governo do Estado a liberação de recursos e a reposição de servidores nas vagas abertas devido a aposentadorias e saída de servidores.

“A situação na UEM é caótica, assim como nas demais universidades estaduais do Paraná. O governo não repassa os recursos previstos no orçamento das instituições, que ficam sem dinheiro para custeio e manutenção. Com isso, se veem obrigadas a reduzir o atendimento à comunidade. Na UEM ainda existe a questão das obras inacabadas, muitas delas há anos paralisadas”, disse o deputado Tercilio Turini, presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

A comissão fará, no mês de novembro, uma audiência pública com representantes de todas as universidades estaduais para debater as prioridades que precisam ser incluídas no orçamento do governo do Estado em 2017.

Colaboração Assessoria de Imprensa