24°
Máx
17°
Min

Cope vai investigar tentativa de assalto a carro forte

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil, será o responsável pela investigação de tentativa de assalto a um carro forte no estacionamento de um supermercado em Araucária na tarde deste domingo (7). Segundo informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil, o inquérito para investigar os fatos será aberto nesta segunda-feira (8).

Uma quadrilha tentou cometer o assalto enquanto havia transporte de valores. Os suspeitos colocaram um carro para bloquear a saída do carro forte. A Polícia Civil informou que os homens chegaram atirando e os vigilantes revidaram. Houve troca de tiros.

Uma bomba de fabricação de caseira foi jogada sobre o carro forte, mas não explodiu. Os suspeitos fugiram em dois Doblôs. Um dos carros foi localizado pela polícia ainda ontem e teriam chapas de aço como reforço da estrutura.

Pessoas que estavam no supermercado foram atingidas. Até o momento, não houve confirmação do total de vítimas. A Polícia Civil comunica que duas pessoas foram baleadas durante a ação e que pode haver casos de ferimentos por estilhaços ou de saúde.

Segundo a assessoria de imprensa do Hospital Municipal de Araucária, quatro pessoas foram levadas para o local em decorrência de ferimentos durante a tentativa de assalto. Uma delas foi transferida para outro hospital, onde permanece internado. Das três restantes, apenas uma permanece no Hospital Municipal de Araucária, sem risco de morte. Uma criança de cinco anos, que foi ferida de raspão no braço, foi liberada ontem à noite. Uma mulher de 51 anos, ferida no braço, teve alta na manhã de hoje. 

Uma mulher de 20 anos estaria internada no Hospital do Trabalhador, em Curitiba, também em decorrência da ação no supermercado. A polícia ainda investiga se um adolescente de 15 anos que foi deixado na tarde de ontem no Hospital do Trabalhador com ferimentos de arma de fogo tem participação na tentativa de assalto.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que, por enquanto, ninguém do Cope vai dar entrevista sobre o assunto.