22°
Máx
14°
Min

CREAS acompanha quase 500 casos de violência sexual contra crianças em Londrina

(foto: Divulgação) - CREAS acompanha quase 500 casos de violência sexual contra crianças
(foto: Divulgação)

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) acompanha 994 casos de violência contra crianças e adolescentes em Londrina, dos quais 50% são relacionados à violência sexual.

Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social, os casos aumentaram 178% este ano. “É um aumento bastante significativo, porém hoje temos uma sociedade mais consciente, uma rede de serviços mais orientada a respeito da notificação e do encaminhamento dos casos, então este aumento também se dá porque temos mais casos chegando aos serviços competentes”, destacou a secretária municipal de Assistencia Social, Telcia Lamônica, que prevê uma média de sete casos que não são formalmente denunciados para cada caso atendido e notificado.

No município, as denúncias podem ser feitas pelo número 125, do Conselho Tutelar de Londrina, que presta atendimento 24 horas, ou no disque 100, que é o número nacional. A identidade do denunciante é preservada.

A promotora de Justiça da 6ª Vara Criminal, Suzana Lacerda, informou que atualmente há, em Londrina, 433 ações penais de violência contra crianças em andamento e 733 inquéritos de estupro de vulnerável, sendo que metade estão represados no Ministério Público. “Este número tende a aumentar, porque a partir desta quarta-feira, a 6ª Vara vai contar com mais um promotor e assim conseguiremos investigar mais casos”, disse. “Também conseguiremos dar mais atenção a estes inquérito, porque a demora no desfecho dos inquéritos de violência sexual também geram a impunidade, já que o autor continua solto, praticando a violência com outras pessoas”, completou.

Ação

Encerrando as atividades alusivas à Semana Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, na próxima sexta-feira (20), às 8h30, será realizada uma ação comunitária, promovida pelo Cras Norte B, no Conjunto João Paz. A ação vai envolver a participação de crianças dos Centros de Educação Infantil (CEIs) Débora Dias e Lindalva Basseto e das Escolas Municipais Aristeu dos Santos Ribas e Nara Manella, além da Unidade Básica de Saúde (UBS) João Paz.

A ação será concentrada na praça ao lado do Centro Comunitário do Conjunto João Paz, e pretende sensibilizar a população local sobre o tema, além reunir os serviços da rede intersetorial. A coordenadora do CRAS Norte B, Maria Edna Chagas Silva, informou que o ato público foi pensado a partir das discussões nas reuniões de Rede Intersetorial e sub-redes dos territórios referenciados ao Cras Norte B. 

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)