24°
Máx
17°
Min

CURITIBA ABANDONADA: Prefeitura deixa moradores do Abranches sem resposta sobre projeto do Córrego Gava

Córrego Gava, no Abranches, foi alvo de disputa judicial. (Foto: Colaboração) - CURITIBA ABANDONADA: moradores do Abranches ficam sem resposta
Córrego Gava, no Abranches, foi alvo de disputa judicial. (Foto: Colaboração)

A rua Benedito Correia de Freitas, no Abranches, é, há anos, motivo de dor de cabeça para os moradores da região. Eles esperam por um projeto de revitalização da área e pedem por melhorias no asfalto e sinalização do local, o que não deve acontecer em breve, já que o trecho não está previsto no cronograma da Secretaria Municipal de Obras.

Por ali passa o Córrego Gava (um afluente do Rio Belém), que há cerca de três anos foi alvo de impasse envolvendo a secretaria municipal de Obras e o Ministério Público do Paraná, que proibiu a canalização do córrego. Desde que a obra foi interrompida, o local parou de receber melhorias.

O córrego segue aberto, porém sem nenhuma sinalização ou proteção. Além disso, a iluminação no trecho, aliada às más condições do asfalto e a ausência de calçadas para pedestres representam um risco para quem passa pelo local. Há algumas semanas, por exemplo, uma motorista perdeu o controle do veículo e foi parar dentro do córrego.

Descaso aumenta o risco de acidentes (Foto: Colaboração)Descaso aumenta o risco de acidentes (Foto: Colaboração) 

“O trecho não tem sequer antipó decente quando deveria ter asfalto. É uma área turística, tem escola, passa ônibus e a rua continua cheia de buraco”, criticou uma moradora, que preferiu não se identificar. Ela disse que mora no local há 20 anos e desde então não viu benfeitorias para a área.

Moradora da região, a arquiteta Carmem Leal aguarda por uma resposta da prefeitura sobre um projeto de revitalização da área, que foi prometido, mas até hoje sequer foi apresentado à comunidade. “O secretário do Meio Ambiente se comprometeu a fazer um projeto ali. Ele disse que o projeto já estava feito, mas a prefeitura não tinha recurso para executar”, comentou.

“Nossa luta é para ver o rio limpo, aberto. Que ele fique visível, que a gente possa olhar e ouvir o barulho dele, mas que também a via não cause perigo para as pessoas, que o tráfego seja adequado”, destaca Carmem.

Sem data certa

Em nota, a secretaria municipal de Obras informou que, como a canalização está proibida por determinação do Ministério Público Estadual, será implantado um muro de arrimo no local. “O processo de licitação já foi iniciado e está em fase de análise documental”, mas a pasta não informou quando efetivamente a obra será realizada.

O mesmo ocorre em relação ao asfalto. De acordo com a secretaria, A “Implantação de nova pavimentação somente poderá ser feita após inclusão na Lei Orçamentária Anual conforme a disponibilidade de recursos financeiros e as prioridades da região”.

Condições da rua Benedito Correia de Freitas estão precárias. (Foto: Colaboração)Condições da rua Benedito Correia de Freitas estão precárias. (Foto: Colaboração)

Enquanto a licitação do muro de arrimo não é finalizada e a obra do asfalto não entra na Lei Orçamentária Anual, os moradores do Abranches continuam correndo riscos e sem respostas. Os problemas na rua Benedito Correia de Freitas existem há anos, mas infelizmente a prefeitura parece não entender a urgência da situação.