21°
Máx
17°
Min

Curitibanos veem relação direta entre aumento de impostos e contrabando, segundo pesquisa

(Foto: Arquivo / EBC) - Curitibanos veem relação entre aumento de impostos e contrabando
(Foto: Arquivo / EBC)

O Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade (FNCP) divulgou nesta segunda-feira (15) uma pesquisa indicando que 46% da população de Curitiba acredita na relação direta entre o aumento de impostos, do contrabando e do crime organizado. O levantamento, encomendado ao Instituto Quaest Consultoria, ainda mostrou que 34% da sociedade curitibana ainda tem uma visão de que o crime do contrabando é feito por “sacoleiros” que trazem mercadorias do Paraguai para revender nas grandes cidades brasileiras.

Segundo a entidade, apenas 11% da sociedade está ciente de que o contrabando é feito por organizações criminosas.  O fórum ainda informou que os danos causados pelo contrabando tanto na economia quanto na vida da sociedade são imensuráveis.

O FNCP ainda comunicou que, em 2015, o país contabilizou prejuízo de R$ 115 bilhões, incluindo perdas da indústria nacional e impostos que deixaram de ser recolhidos. Esse montante seria suficiente para construir 974 hospitais, ou 57 mil creches ou ainda 22 mil escolas públicas, o que comprova o real prejuízo do contrabando para a sociedade.

A pesquisa foi realizada com 400 pessoas a partir de 18 anos de idade e residentes na cidade de Curitiba.

Colaboração Assessoria de Imprensa