27°
Máx
13°
Min

Defensoria Pública presta atendimento a mulheres presas

(Foto: Polícia Civil) - Defensoria Pública presta atendimento a mulheres presas
(Foto: Polícia Civil)

Em virtude do Dia Internacional da Mulher, comemorado na terça-feira (8), a Defensoria Pública do Paraná fez uma campanha junto às presas da 9ª Subdivisão Policial de Maringá. De segunda (7) a esta quarta-feira, as cerca de 30 mulheres detidas receberam atendimentos de uma equipe multidisciplinar do projeto FortalecElas.

Foram prestados serviços de assistência jurídica, entrevistas para traçar o perfil social das presas e conversas em grupo. A equipe levantou informações sobre quantos filhos as presas possuem, histórico de violência e até os planos para quando deixarem a prisão.

“Precisamos que elas confiem na Defensoria, que entendam como trabalhamos. Como tudo ainda é novo (a sede local foi implantada há apenas 1 ano), queremos mostrar que estamos aqui e que temos esse atendimento multidisciplinar. Vamos explicar a elas os seus direitos e deveres e no que a Defensoria pode ajudá-las”, contou a defensora pública Adriana Teodoro Shinmi.

O objetivo do projeto é ajudar na ressocialização das detentas para que elas não voltem para o crime após ganharem a liberdade.

Colaboração: Assessoria de Imprensa da Defensoria Pública do Paraná.