23°
Máx
12°
Min

Defesa Civil confirma 2 mil pessoas afetadas pelo temporal nos Campos Gerais

Tempestade afeta mais de 2 mil pessoas na região

Pelo menos 2,3 mil pessoas foram afetadas pela tempestade registrada na tarde de ontem (13) na região dos Campos Gerais. A cidade mais atingida foi Imbituva, que teve mais de 1,3 mil pessoas prejudicadas com a chuva de granizo e os ventos fortes que atingiram a cidade. De acordo com a Defesa Civil, 20 pessoas ficaram desalojadas e pelo menos quatro permanecem desabrigadas.

O caso mais grave registrado na cidade foi o de um posto de combustível em que a cobertura desabou com a força dos ventos. Os bombeiros comunitários da cidade, com apoio de guarnições de Irati, distribuíram lonas para as pessoas mais afetadas. Moradores da cidade contam que o movimento nas lojas de materiais de construção foi grande durante a noite para consertar os estragos.

Outra cidade que também registrou muitos estragos foi Telêmaco Borba, em que 1 mil pessoas foram afetadas. Pelo menos 250 casas foram danificadas pelo temporal e pela queda de granizo. Três pessoas ficaram desalojadas, segundo balanço da Defesa Civil.

Em Ponta Grossa, embora o estrago tenha sido grande em vários pontos da cidade, o relatório mais atualizado da Defesa Civil aponta que apenas uma pessoa foi afetada pelo temporal. Trata-se de um trabalhador que estava dentro de um barracão que desabou no Distrito Industrial, na BR-376. Ele foi levado com ferimentos graves até o Hospital Bom Jesus.

O vendaval ainda provocou acidentes, como um carro que foi jogado no canteiro central da rodovia e um caminhão chegou a tombar com a força do vento. Além disso, pelo menos 20 postes ‘entortaram’ com o vendaval. Ainda na região, a chuva de granizo prejudicou o trânsito na rodovia do café.

Informações extraoficiais indicam que mais de 100 residências tiveram estragos na cidade. As áreas mais afetadas foram Vila Jamil e Jardim Vila Velha, mas também há registros de casas danificadas no Roxo Roiz, Santa Tereza e Porto Seguro. Na Vila Dalcol, um homem que consertava o telhado de casa escorregou e caiu de pouco mais de dois metros de altura. Ele teve ferimentos considerados graves.

Estado

Em relatório divulgado na manhã desta quarta-feira (13), a Defesa Civil informou que aumentou para 9.536 a quantidade de paranaenses afetados pelas fortes chuvas que caem no estado desde ontem (12). São 19 municípios atingidos e 2.037 casas danificadas. De acordo com a Defesa Civil, 40 pessoas ficaram desalojadas ou desabrigadas.

O município mais atingido foi Salto do Lontra, na região do sudoeste do Paraná, em função do granizo, que danificou 800 casas e atingiu 3,2 mil pessoas. As outras cidades com maior incidência são Cascavel (duas mil pessoas atingidas e 500 casas danificadas), Imbituva (1.326 pessoas, sendo 20 desalojadas) e Telêmaco Borba (1.003 pessoas e 250 casas danificadas).