28°
Máx
17°
Min

Definida a realização de greve no transporte coletivo

(Foto: Sindimoc) - Definida a realização de greve no transporte coletivo
(Foto: Sindimoc)

Motoristas e cobradores da Viação Mercês aprovaram, na madrugada desta segunda-feira (23), o indicativo de greve em função de multas cobradas por infrações dentro do sistema de transporte cometidas pelos profissionais. Esta foi a última assembleia em empresas que formam os consórcios que atuam no transporte coletivo de Curitiba. Com isto, a categoria integralmente apontou para a promoção da greve. 

Durante toda a semana passada, o Sindicato do Motoristas e Cobradores de ônibus de Curitiba e Região (Sindimoc) promoveu assembleias em empresas do transporte coletivo e os trabalhadores aprovaram o indicativo de greve por unanimidade. Cerca de 8,8 mil funcionários concordaram com a realização da paralisação.

Segundo informações do sindicato, a diretoria da entidade deve se reunir ainda na manhã desta segunda-feira para definir os próximos passos da mobilização, o que deve incluir a paralisação e protestos. A suspensão do serviço não deve acontecer hoje, de acordo com a assessoria de imprensa do Sindimoc. 

A entidade também pretende definir uma data limite para a posição da Urbs quanto ao cancelamento das cobranças das multas, consideradas indevida pela categoria. Estas infrações, referentes aos anos de 2011 e 2012, teriam sido desarquivadas, conforme o sindicato. 

O Sindimoc também alega que existia um acordo com a Urbs para a substituição das cobranças pela participação em palestras e cursos. Estas infrações são relacionadas com a falta de uniforme ou de limpeza dos ônibus, por exemplo.