23°
Máx
12°
Min

Delegado afirma que além de insalubre, fábrica de bebidas ainda corria risco de incendiar ou explodir

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de bebidas

A denúncia de um consumidor levou os policiais civis do 5º Distrito Policial até uma fábrica clandestina de bebidas alcoólicas. As informações da Assessoria da Polícia Civil, são de que um consumidor procurou a polícia, após constatar a presença de formigas na garrafa de bebida que havia comprado. A polícia iniciou as investigações e entrou em contato com a empresa que disse que as vendas eram feitas apenas por telefone. Dando sequências as investigações os policias chegaram até um endereço no Bairro Boqueirão, mas que estava abandonado há certo tempo.

A polícia enfim conseguiu chegar até a fábrica, localizada em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana. No local, o proprietário afirmou à polícia que “produzia a bebida”. Conforme o delegado Hormínio Franco, a empresa está suspensa e o local não possui a menor condição de higiene. “Toda a fabricação é ilegal”, diz.

Ele comentou que além disso, ainda existia o risco de explosão ou incêndio, já que o armazenamento do álcool usado também era irregular. “Em um quartinho com cerca de 20 metros quadrados, eram guardados aproximadamente 6 mil litros de álcool”.

Por conta da localização da fábrica, a situação foi repassada à Delegacia de Fazenda Rio Grande. A fábrica foi fechada e o proprietário responderá por crime contra a saúde pública.

Colaboração Polícia Civil